Oi | Orelhão Mágico

Placeholder

Ações de guerrilha são recursos cada vez mais buscados pelas marcas para surpreender o consumidor e conquistar uma repercussão espontânea em torno da marca. Falando em bom português: todo mundo que fazer uma ação legal para “viralizar” na internet.

E por que poucas marcas conseguem isso? A resposta é simples: a minoria das ações criadas têm uma ideia memorável, marcante e são realmente originais. Afinal, quantas milhares de vending machines diferentes as empresas já fizeram? E quantos flash-mobs musicais dançantes já foram criados? O que deveria ter como ponto de partida a surpresa e originalidade acaba sendo variação do mesmo tema. Ao procurar por “fórmulas” de sucesso, as marcas acabam ficando no lugar comum e gastando uma grande verba de produção para realizar uma ação que poucas pessoas vão se interessar.

A ação da Oi para celebrar o Natal foi uma das primeiras (ou, talvez, a primeira) criadas no Brasil que realmente me impressionou. Parte de um insight simples e verdadeiro que é o fascínio e o desejo das crianças em conversar com o Papai Noel. Para completar, a ação proporciona uma experiência mágica e surpreendente para a criança, que já acreditava estar realizando um sonho e é surpreendida com algo maior ainda. Difícil não se emocionar.

A criação é da NBS.

8 Responses / Leave a comment

  1. Thiago Saramago

    Achei o material final bonito. Porém, me parece apelativo e um pouco sem alma, já que todos sabemos o quanto difiícil é trabalhar o imaginário e surpreender uma criança, ainda mais em plena Visconde de Pirajá. Não tiro o mérito dos envolvidos, mas concordo que faltou um "q" de realidade. Piegas!

  2. Pedro Henrique Kessler

    O grande barato the guerrilha é fazer com que as pessoas se perguntem: "Caramba, isso é real!". Não foi o caso do "Orelhão Mágico". Pelo menos pra mim.

  3. Marcão Blinder

    Infelizmente a maior parte das "ações de guerrilha" atualmente são pensadas mais para fabricar videocases do que para impactar consumidores de verdade.

  4. Davi Borba

    A sacada é muito bacana mesmo, porém muito forçado e bem produzido. De espontâneo não tem nada.

  5. Emerson Brito

    E é um viral homossexualmente politicamente corrreto? É um casal de papai noel ou é impressão the minha?

  6. Evandro Melo

    é, o serviço de telefonia no brasil continua uma porcaria, mas que as empresas mandam bem no marketing não tem como negar.
    Belíssima ação the OI.