Os 11 dias que foram roubados do calendário de setembro de 1752

gdest
george4

Em setembro de 1752, onze dias sumiram do calendário na Inglaterra e suas colônias (Estados Unidos inclusive).

Tá lá na folhinha o dia 01, depois o dia 02, e aí pula direto para o dia 14.

Nesse intervalo, ninguém nasceu, ninguém morreu, ninguém casou, ninguém trabalhou.

Ninguém fez nada, porque esse período foi apagado da história. Puff, sumiu.

caldest

Quem deu um sumiço nesses 11 dias foi o George II, Rei da Inglaterra, que por ordem do Parlamento decretou que os dias simplesmente evaporassem, o que despertou a ira dos ingleses, que o acusavam de ter “roubado quase duas semanas” de suas vidas.

E se você acha que isso é mentira, pode dar uma pesquisada no Google que eu espero aqui.

O mistério por trás desse bizarro fato histórico é que descobriram que o calendário vigente na época (Juliano) era defeituoso e resolveram substituir pelo atual (Gregoriano), que é justamente 11 dias mais curto.

Então, para sincronizar direitinho com o Sol, a Lua e tudo mais, his majesty Djóóórge II mandou decapitar os dias que não serviam mais. O resto do mundo já funcionava com o novo, mas como o Gregoriano veio pelo Papa, os protestantes ingleses fizeram uma certa birra, o que atrasou a mudança.

948pre_9fcce1752e6d84eClaro que no dia seguinte nenhum cidadão leu a notícia no jornal, nem acompanhou pela internet, e nem ouviu nada no rádio porque não tinha nada disso na casa dos ingleses. E foi preciso quase o mesmo período para as pessoas acreditarem e, logo em seguida, se rebelarem achando que tinham sido roubadas.

Mas as consequências da mudança não páram por aí.

No calendário antigo, o primeiro mês do ano era abril, mas no calendário novo começava em janeiro. Aí já era demais, onde já se viu mexer na  festa de ano novo? Os ingleses avisaram que não mudariam suas tradições, o que forçou o pobre George a expedir mais uma ordem, proclamando que qualquer cidadão que comemorasse o ano novo em abril seria qualificado em todo o reino como um “tolo mentiroso”.

E assim, George rouba mas faz, e inventa o dia da mentira, “April’s Fool”, primeiro de abril.

(mas esse post é verdade!)

E quem souber que conte outra.

[via]

2 Responses / Leave a comment