A password will be e-mailed to you.

Eu não manjo quase nada de vídeo. Nunca manjei. Sempre trabalhei com design de interfaces, arquitetura de informação, user experience – e toda vez que um projeto envolve vídeos eu acabo olhando um pouco de longe, em um misto de admiração e desconhecimento.

Não sei o nome dos melhores diretores, não sei qual produtora fez qual comercial, misturo tudo.

Mas tem uma, só uma produtora, que eu acompanho desde que me conheço por criativo.

E o reel de 2013 da The Mill, como em todos os anos, está incrível:

Uma palavra: contemporaneidade. Nenhum dos trabalhos de 2013 poderia ser visto em 2012, porque simplesmente não “cabia” naquele ano. Eles sempre acertam nisso. Trilha, estética, planos, cores, casting, filtros. A cada ano o portfolio deles vem com uma porção de novidades nesse sentido. Aliás, é o showreel deles que eu uso para me guiar, já que não domino nada da técnica. E todo ano aquela mesma sensação de “SABIA que tinha o dedo deles nesse comercial/clipe que eu vi”.

O melhor desse ano, na minha modesta opinião, foi esse clipe do Sigur Rós (que eu não vou embedar aqui porque tem cenas não adequadas para ver no trabalho).