Escreva para salvar sua vida


Se existe algo que me motiva é transformar palavras e pensamentos em textos. Faço desde criança. Tenho histórias escritas desde quando era mais nova, vários diários insanos sobre as mágicas e perturbadoras experiências da adolescência. Na época eu não me dava conta, mas faço isso para salvar a minha vida.

Quem nunca ficou se revirando na cama com aquela ânsia de pensamentos, que a gente não sabe como pôr para fora? Noites em claro arquitetando a melhor maneira de resolver um problema, sendo que tudo o que você precisa é tirá-lo de você.

Os problemas normalmente estão dentro da gente; a culpa não é externa é interna. Algo pode ter ocasionado, mas se transformar em um martírio tem muito mais a ver a como você reage do que o fato em si.

Sempre dou o exemplo usando preconceito. Quando a gente sente preconceito, a culpa não é do outro, a culpa é nossa, porque o sentimento é nosso. São os nossos julgamentos. E isso é com tudo na sua vida.

Por isso, a minha recomendação aqui é: escreva.

No papel, no computador, no celular, no lugar que preferir. Escreva aquilo que está te tirando o sono. Respire fundo e deixe o sentimento vazar dali. Como já disse Clarice Lispector:

“Às vezes escrever uma só linha basta para salvar o próprio coração.”

Tenho uma técnica de escrever e-mails que nunca serão enviados só pelo simples fato de resolver o meu problema com aquela pessoa. Pego todos os sentimentos que estão amargurando meu peito e escrevo uma mensagem como se fosse mesmo enviá-la. Mas não envio. Às vezes sim, mas a maioria das vezes não. Porque como disse acima: se você tem um problema com alguém, esse problema é seu não é do outro.

Quando a gente para de responsabilizar os outros pelas nossas frustrações a nossa vida tende a ser mais leve. É clichê dizer que ninguém nem nada é perfeito. Resta saber se você aceita a imperfeição. Não é o outro, nem a situação que precisa mudar, mas sim a maneira que você enxerga isso.

Sendo assim, se você tem algum problema com o seu chefe, seu companheiro(a), amigo(a), familiar escreva sobre isso. Desamarre as suas amarras e volte para cama pronto para uma maravilhosa noite de sono com alguns quilos a menos.

Published in Comportamento

Like it? Share with your friends!

240 shares

What's Your Reaction?

Like! Like!
0
Like!
Amei! Amei!
2
Amei!
LOL LOL
0
LOL
OMG OMG
0
OMG
Geek Geek
0
Geek
Triste Triste
0
Triste
Raiva Raiva
0
Raiva
WTF WTF
0
WTF
Paula Romano
Jornalista freelancer interessada em arte, tecnologia, cultura e sempre em busca de novas histórias. Uma pessoa que adora viajar, descobrir novidades, aprender, filosofar e que fica feliz com a companhia de um chá, um felino e um bom livro no colo. Vive na Cidade do México.

log in

Seja bem-vindo(a) ao Update or Die!
Don't have an account?
sign up

reset password

Back to
log in

sign up

Back to
log in