Berna Reale – Uma artista brasileira, paraense e visceral


Um dos papeis da arte é a crítica do mundo à sua volta. Os aspectos da realidade são problematizados pelo processo artístico e reapresentados de maneira a incitar a reflexão.

Fazer isso com Photoshop é uma coisa.

Fazer isso fotografando vísceras humanas de cadáveres recém-chegados no IML é o que Berna fez para uma instalação no mercado de carnes de Belém.

A artista, que diz adorar gente por suas histórias, descobriu que as histórias não cessam quando a vida acaba e ficava maravilhada com cada história que chegava nas macas do IML.

Inclusive, esse trabalho acabou inspirando a artista a prestar o concurso para se tornar perita criminal aos 42 anos de idade.

Resultado?

Hoje temos uma performer incrível que divide seu tempo entre a perícia no IML e as Galerias de Arte.

No final de 2016, Berna contou um pouco da sua história no LiveTalks, série de apresentações inspiradoras daa agências LiveAD e ProfilePR, e foi BEM LEGAL.

A essência de uma artista, de suas inspirações, processos criativos, da determinação de se fazer arte longe do eixo Rio-SP… é uma conversa inspiradora de uma artista sem igual no cenário brasileiro.

Suas obras abordam a violência, seja da relação de classes, da ação policial, da objetificação feminina. E, tal qual o conceito gerador da obra, o resultado final é igualmente violento.

Salve, Berna!


Also published on Medium.


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

Like! Like!
1
Like!
Amei! Amei!
2
Amei!
LOL LOL
0
LOL
OMG OMG
0
OMG
Geek Geek
2
Geek
Triste Triste
0
Triste
Raiva Raiva
0
Raiva
WTF WTF
2
WTF
Leonardo Amaral
Formado em uma coisa que ninguém nunca ouviu falar, acabei escrevendo.

Comments 0

Your email address will not be published. Required fields are marked *