Às vezes não adianta simplesmente “ser positivo” Os aspectos mais obscuros da vida não desaparecem porque são ignorados


Eu me considero uma pessoa positiva. Tenho otimismo em relação ao que me acontece, e tento sempre olhar as situações difíceis como um aprendizado, uma maneira de crescer e ser uma pessoa melhor.

E, obviamente, eu acho que isso está super bem. A vida é mais leve quando a gente é grato pelas muitas das maravilhas da experiência humana. Mas há uma grande diferença entre ser uma pessoa positiva e ignorar os aspectos críticos que estão acontecendo no mundo.

Há situações em que não adianta ser positivo e esperar que o problema se solucione com reza, vela acesa ou incenso – o buraco é mais embaixo.

Você vai parecer estúpido se falar para um viciado em drogas que ele tem que ser positivo para resolver o seu problema. Ou acreditar que o pensamento positivo vai resolver questões globais como a mudança climática, a pobreza, a exploração animal, a corrupção ou a má distribuição de renda. Pior é dizer a alguém sem trabalho que “dinheiro não traz felicidade”.

Claro que não temos que carregar o peso do mundo nos ombros; é saudável reconhecer e se sentir otimista sobre as coisas boas que acontecem e que podem melhorar. O insensato é não equilibrar esse otimismo ao ponto de não saber enfrentar os problemas reais.

Há que entender que as crises existem e que algumas delas precisam de soluções que vão além do que é espiritual… ser apenas positivo não vai fazer o trabalho difícil de enfrentar seus problemas internos e muito menos os problemas do mundo.

Aproveito o pensamento e compartilho o TED de Jody Williams sobre o que significa a paz:


Also published on Medium.

What's Your Reaction?

Like! Like!
1
Like!
Amei! Amei!
2
Amei!
LOL LOL
0
LOL
OMG OMG
0
OMG
Geek Geek
1
Geek
Triste Triste
0
Triste
Raiva Raiva
1
Raiva
WTF WTF
0
WTF
Paula Romano
Jornalista freelancer interessada em arte, tecnologia, cultura e sempre em busca de novas histórias. Uma pessoa que adora viajar, descobrir novidades, aprender, filosofar e que fica feliz com a companhia de um chá, um felino e um bom livro no colo. Vive na Cidade do México.

log in

Seja bem-vindo(a) ao Update or Die!
Don't have an account?
sign up

reset password

Back to
log in

sign up

Back to
log in
Choose A Format
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
Open List
Open List
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds