A gente costuma saber bem pouco da cultura dos países africanos; nossa imagem deles costuma ser construída única e exclusivamente pelos noticiários (que costumam importar conteúdo das mesmas fontes, aliás).

Como é sempre bom lembrar daquele TED incrível da Chimanada Adichie sobre O Perigo de Uma Única História, depois que ouvi uma banda de blues do Mali (que eles chamam de Desert Blues), fui atrás de mais coisas do país e, pelamordedeus, a cena musical dos caras é assustadora.

Tinariwen

É uma banda que está na ativa desde 1979 e carrega uma porção de rótulos musicais, de world music a independente, mas o meu favorito é o de desert blues. Com integrantes vindos da etnia tuareg, os nômades dos nômades, mercadores do deserto do Saara, os caras lançaram esse ano meu mais recente trabalho, Elwan.

Fatoumata Diawara

Nascida na Costa do Marfim, país vizinho à Mali, Fatoumata é uma atriz e cantora que não deixa nada a desejar para nenhuma das grandes divas da música. Atitude, estilo, um vozeirão e orgulho de suas raízes fazem dessa artista uma presença necessária em qualquer playlist.

Rail Band

Outra banda que vem lá dos anos 1970, a Rail Band é um dos maiores expoentes do Mali e é uma curiosa intersecção de sons africanos com o jazz latino.

Toumani Diabaté

Toumani parece uma força da natureza, seu instrumento é o tribal e pouquíssimo usual Korra, uma caixa de ressonância com cordas que são amarradas no “braço” do instrumento. Sua presença é de arrepiar, qualquer vídeo de suas apresentações é praticamente uma experiência espiritual.

Oxmo Puccino

Rapper malinense cujas letras em francês, língua oficial do país, se misturam com instrumentos tradicionais em um som bem legal.

Aí você pode juntar quase toda essa galera incrivelmente talentosa em um clipe divertidíssimo como o músico francês Matthieu Chedid fez:

Ah, rolava no Mali, perto da cidade histórica de Timbuktu (principal entreposto de comércio do Deserto do Saara) um festival de música chamado Festival in the Desert que está suspenso há alguns anos devido à preocupação com segurança.

Pois é, os grupos extremistas ainda estão lá, mas o país é BEM mais do que só eles.


Also published on Medium.


Like it? Share with your friends!

159 shares

What's Your Reaction?

Like! Like!
2
Like!
Amei! Amei!
3
Amei!
LOL LOL
0
LOL
OMG OMG
0
OMG
Geek Geek
0
Geek
Triste Triste
0
Triste
Raiva Raiva
0
Raiva
WTF WTF
0
WTF
Leonardo Amaral
Formado em uma coisa que ninguém nunca ouviu falar, acabei escrevendo.

Comments 0

Comente e/ou atualize o post

log in

Seja bem-vindo(a) ao Update or Die!
Don't have an account?
sign up

reset password

Back to
log in

sign up

Back to
log in