A password will be e-mailed to you.

Toda quinta-feira, os fãs mais ligados à agenda semanal do Netflix assistem a um novo episódio de Dinastia, que normalmente é liberado no início da tarde, por volta das 14h. A série, baseada na soap opera homônima exibida entre 1981 e 1989 pelo canal ABC dos EUA, estreou no CW e foi desenvolvida por Josh Schwartz, Stephanie Savage e Sallie Patrick. No elenco, os destaques ficam por conta de Grant Show, como Blake Carrington, Nathalie Kelley, como Cristal Flores, Elizabeth Gillies, como Fallon e James Mackay como Steven – numa versão que lembra muito um personagem bastante conhecido do público noveleiro do Brasil: o Félix, da novela “Amor à Vida”, interpretado pelo ator Mateus Solano.

Chamada pela crítica de uma mistura moderna entre Gossip Girl, The O.C. (não à toa, os produtores são os mesmos) e um pouco de Revenge, Dinastia chama a atenção em especial com uma personagem que em nada lembra a tradicional figura da mocinha injustiçada e em busca do seu final feliz. Fallon Carrington é a típica bitch dos seriados norte-americanos: aquela figura cuja descrição é tão difícil de traduzir. Nas séries mais jovens, a tradução vira “malvada”, “cruel”. Nos programas mais adultos, podem aparecer palavras como “vadia” para definir esse esterótipo. O fato é que Fallon é uma menina rica, determinada, egoísta e orgulhosa, que não mede esforços para atingir seus objetivos nem chegar onde quer – nem que, para isso, precise comprar brigas pesadas dentro de casa, enfrentando até seu próprio pai.

Essa fórmula parece ter caído nas graças do público aficcionado por séries, que fazem dessas mocinhas politicamente incorretas as verdadeiras heroínas dos seriados. Esse tipo de personagem tem normalmente as melhores falas e, ao contrário das protagonistas femininas fortes, elas têm um quê de vilania, não são intimidadas por nada nem ninguém e escondem seus pontos fracos a todo custo.

Antes de Fallon, a atual bitch dos seriados do momento, vieram outras figuras bastante semelhantes e que traçaram essa trajetória que, ao que tudo indica, levará Fallon e a atriz que a interpretada ao estrelato, roubando a cena da série e trazendo diversos prêmios para sua intérprete.

É o caso, por exemplo, de Blair Waldorf, de Gossip Girl, que ao lado de Serena van der Woodsen (Blake Lively) viraram a cara da série que foi um verdadeiro fenômeno mundial. Outros exemplos ainda passam por Cersei Lannister, de Game of Thrones, Katherina Pierce, de The Vampire Diaries, Pam De Beaufort, de True Blood e Victoria Grayson, de Revenge.

Dinastia vai ao ar todas as quintas, na Netflix, e já tem confirmados para a primeira temporada um total de 22 episódios, de 40 minutos cada. Confira o trailer aqui: