A password will be e-mailed to you.

Divulgado aqui no SXSW como um teaser para o bate papo com Kond, a série estreia em 2019.

Por vezes autobiográfico, a série “Sintonia”, idealizada e dirigida por Konrad Cunha Dantas – o KondZilla – é, declaradamente, o mais longo projeto da carreira do homem por trás do maior canal de YouTube do Brasil, seguido por quase 30 milhões de usuários.

Nova aposta da empresa de streaming em talentos e histórias latino americanas, a narrativa se desenrola sob o ponto de vista de três personagens diferentes, explorando a conexão entre música, tráfico de droga e religião em São Paulo.

Na trama, Doni, Nando e Rita dividem o protagonismo — eles todos cresceram na mesma favela e foram altamente influenciados pela cultura do funk, dos entorpecentes e das igrejas, mas cada um significou essas experiências de maneiras distintas.

Embora todos busquem viver uma vida bem diferente daquela que conheceram na pele nos morros da cidade, eles descobrem que as únicas pessoas que pode salvá-los são eles mesmos.

“Sempre sonhei em criar e dirigir ficção, e eu espero que este trabalho trabalho inspire os jovens nas favelas a persistirem em seus sonhos, porque nada é impossível. A favela venceu!”, afirmou KondZilla em comunicado oficial.

Com oito episódios, a série é produzida pela Losbragas, produtora audiovisual paulista que tem como uma das sócias-fundadoras a atriz Alice Braga. “‘Sintonia’ é um projeto relevante porque focou em criar uma plataforma original para permitir que talentos às margens da sociedade brasileira — como foi o caso do próprio KondZilla — contem suas histórias, segundo seus preceitos. Uma voz emergente que encontrou seu lugar na mídia de massa, KondZilla mostrou a todos sua mensagem poderosa e sua força criativa ao estabelecer um dos maiores canais do mundo do YouTube. ´Sintonia´ é sua primeira narrativa, e me sinto honrada de estar ao seu lado enquanto ele conta sua história”, pontuou Alice.

Mais do que dar ares verde-e-amarelo ao catálogo da maior empresa de streaming do mundo, a parceria da Netflix com KondZilla reforça a potência do funk como produto cultural de uma nação. Predileções e preconceitos à parte, é preciso reconhecer que o estilo musical canta a realidade de muita gente — e essas vozes estão a um passo de serem ouvidas pelo mundo.

 


Este post faz arte da cobertura oficial do SXSW 2018 pelo Update or Die, diretamente de Austin, no Texas. Não deixe de conferir os outros posts com o melhor do festival na nossa página exclusiva do festival clicando aqui.


Also published on Medium.

No more articles

Send this to a friend