A password will be e-mailed to you.

O “mmm-hmmm” do Google Duplex A relevância das interjeições na empatia entre interlocutores

Bot-papo

A esta altura você já deve ter visto a demonstração do Google Duplex feita no último evento Google I/O (se não viu, clica aqui e aqui antes de continuar lendo este texto =) ), um bot capaz de processar a linguagem natural de uma forma interessantíssima e, contrariando os modelos de emissão vocal a que estamos acostumados, também conhecido como “a mulher do Google”, expressar-se de uma forma bastante natural, com vocalização que emula muito bem um ser humano.

Um momento da conversa entre o Google Duplex e a atendente do salão de beleza, contudo, despertou alguns risos do público: quando o bot, aguardando uma resposta, emite um “mm-hmm” (nosso popular “aham”).

Este comportamento inusitado de um bot – e, por isso, o efeito cômico – tem por trás um interessante conceito linguístico chamado ‘backchannel feedback’.

Brian Christian descreveu em seu livro “O humano mais humano” os procedimentos do Prêmio Loebner, realizado anualmente no Reino Unido e que utiliza os preceitos do Teste de Turing para testar a fluência conversacional de chatbots.

Fazendo breve uma longa história, juízes conversam via programa de chat com dois interlocutores sem saber qual deles é humano e qual é um programa de computador; após as rodadas de conversas, ele tem que identificar quem é quem.

As regras variam a cada ano – em alguns anos as conversas são simultâneas, em outros, alternadas – e levam em consideração tipos de perguntas e outras variáveis. Este teste tem uma abordagem menos filosófica que as discussões originadas a partir do artigo original de Alan Turing “Computing Machinery and Intelligence“, embora, claro, sua própria realização desperta as mais variadas reflexões sobre o que é ser humano e o que é ser máquina (ao menos quanto à capacidade de comunicação).

Mas, voltando ao mm-hmmm, Brian menciona brevemente no livro a relevância destes sons (palavras, ruídos) na comunicação e seu papel no fortalecimento da empatia durante uma conversa. Em seu caso, estas interjeições reforçavam a possibilidade de que o interlocutor fosse um humano.

O backchannel feedback é uma resposta do receptor da mensagem geralmente em um momento de comunicação unidirecional, podendo ser tanto verbal quanto não verbal (como balançar a cabeça concordando, por exemplo) com função fática, ou seja, criar uma conexão entre emissor e receptor, seja para iniciar, manter ou interromper a comunicação.

Quando tomamos consciência desse mecanismo, é particularmente curioso observar sua relevância em uma conversa e como as interjeições têm um papel importante no vínculo criado entre dois indivíduos conversando, aliás, entre dois seres conversando, mesmo que um deles seja feito de silício.

No more articles

Send this to a friend