Image

Guest Posts

Petrônio Corrêa
11 months ago

Petrônio Corrêa

Morria de medo do Coronel. Fazia estágio na MPM da Rua General Jardim, mais precisamente na sala do Toninho e do Anísio. Estou falando de vinte e seis anos …
Read More

Refugiados Ambientais

Ultimamente tenho viajado muito a locais que sofrem com mudanças climáticas, sejam provocadas pelo homem, sejam de causas “naturais” ou “divinais”. Fato é: estar no local, ver o sofrimento …
Read More

Dia do Café | Entrevista Starbucks

(por Camila Dias, via GOURMET UoD) Bruno Pappa é o primeiro gerente de um loja Starbucks brasileira, e entre outras coisas, o rapaz de 30 anos possui o título de …
Read More

Guest Post | Inspiração | Eric Messa
4 years ago

Guest Post | Inspiração | Eric Messa

By  •  Guest Posts

O que te inspira?

Olhar o mar. As montanhas. Contemplar. Caminhar só, entre a multidão. O ócio criativo me inspira. O momento de reflexão. …
Read More

Guest Post | Dar espaço para a Paz | Fran Abreu
4 years ago

Guest Post | Dar espaço para a Paz | Fran Abreu

Que o mundo precisa melhorar todo mundo sente, todo mundo sabe. Mas será que isso é possível?

Sócrates usava uma frase que nos dá uma ideia clara de como …
Read More

Guest Post | Meu novo Nietzsche | Carol Teixeira
4 years ago

Guest Post | Meu novo Nietzsche | Carol Teixeira

By  •  Guest Posts

O filósofo francês Michel Onfray é minha nova paixão. Desde minha primeira leitura de Nietzsche eu não me identificava tanto com o pensamento de alguém. E sua teoria é totalmente compreensível quando entendemos parte de sua vida, que ele fez questão de contar no prefácio do ótimo livro “A Potência de Existir”. Quando criança, Onfray foi deixado absurdamente pela própria mãe em um orfanato comandado por padres. Ficou lá dos 10 aos 14 anos vendo todo o horror e a hipocrisia do cristianismo com padres violentos e abusivos, todo um inferno escondido sob as idiotices dos dogmas católicos. Tornou-se um adulto surpreendentemente sem rancor mas com a mais bela e subversiva das filosofias. Foi seu acerto de contas com o cristianismo. De uma experiência tão negativa, fez surgir uma filosofia completamente afirmativa e hedonista. O Sim como resposta ao Não.

Onfray escreveu livros como “Tratado de Ateologia” e “A Arte de Ter Prazer – Por um Materialismo Hedonista”, e muitos outros. Títulos que falam por si só. Sua teoria é hedonista e materialista. Ele vê a filosofia como eu sempre vi: instrumento de análise do real, não algo isolado em uma torre para iniciados. A palavra, diz ele, serve para trocar, comunicar, formular e não para separar. Ele fundou, na França, a Université Populaire de Caen onde ensina uma Contra-História da Filosofia.

Segundo ele, a história tradicional da Filosofia, infelizmente faz parte de um a priori platônico segundo o qual tudo que é real é uma ficção. Nessa onda seguiu o cristianismo e depois o idealismo alemão (Kant, Hegel). Ele tenta contar a contra-história, a história que ficou um pouco deixada de lado por não estar de acordo com essa linha, trazendo pensadores como Thoreau, Focault, Nietzsche, Deleuze, “discípulos da matéria , da carne, do corpo, da vida, da felicidade, da alegria.”, tudo que foi condenado ao longo dos tempos pela tradição judaico-cristã, que sempre esteve impregnada em nossa civilização ocidental (sim, ele é mega nietzschiano).

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=oUxA6hnfHyo[/youtube]

Read More

Guest Post | Inspira ou desinspira? por Bob Wollheim
4 years ago

Guest Post | Inspira ou desinspira? por Bob Wollheim

O convite do UoD era claro: “O que te inspira? Você é nosso convidado para um guest post” dizia o e-mail do amigo Giglio. Desafio aceito, me pus a …
Read More

Guest Post | Andreas Kisser
4 years ago

Guest Post | Andreas Kisser

O que tem me mantido “UPDATED” ultimamente são os livros, principalmente os de filosofia, um assunto que eu venho pesquisando por algum tempo e que me fascina …
Read More

Luciano Kurban | Grandes Homenagens
4 years ago

Luciano Kurban | Grandes Homenagens

Como dizia o físico alemão Albert Einstein: “O segredo da criatividade é saber esconder bem as suas fontes”. Artistas em todas as áreas buscam inspiração em fontes que os precederam. …
Read More

Guest Post | Escrevendo para MSP50 por Fábio Yabu
4 years ago

Guest Post | Escrevendo para MSP50 por Fábio Yabu

Ao longo da carreira, Mauricio de Sousa formou um círculo de amizades que preencheria uma ala inteira de um museu. Will Eisner, Dick Browne, Joe Kubert, Milo Manara, Stan Lee, Osamu Tesuka. Esse verdadeiro panteão de artistas acalentou os sonhos de milhões de crianças e adultos nas últimas gerações, cada um com seu estilo e personagens inesquecíveis. E influenciou a obra de Mauricio, que, aos 74, ainda é caçula entre os que continuam desenhando por essas bandas.

Mas a maior contadora de histórias que Mauricio conheceu não teve fama internacional, não era quadrinista nem escritora. Residente à rua Ipiranga, em Mogi, ela se chamava Benedita Maria de Jesus – Vó Dita, para os mais chegados e fãs do Chico Bento. Com suas histórias de assombração, folclore e contos de fada, foi ela quem inspirou o neto a criar suas tiras e personagens.

Mais de seis décadas depois, o menino se tornou um ícone. Para comemorar em grande estilo seus 50 anos de carreira, foi formado um outro “panteão” de 50 amigos e contadores de histórias, que reinventaria seus personagens, cada um à sua escolha e maneira. Entre os convidados do álbum MSP 50 (Mauricio de Sousa por 50 Artistas), estavam Ziraldo, Laerte, Angeli e Fernando Gonsales. E, para minha surpresa, eu.

(continue lendo)

Read More

Top