Image

Tendências & Insights

“Meninos salvam cachorro” é notícia?

Sabe qual a primeira coisa que falam quando você entra em uma faculdade de jornalismo? Não é “bom dia”. É “cachorro mordeu homem não é notícia; homem mordeu cachorro …
Read More

O que faz uma marca ser Social?

Comentamos isso muito por aqui. Não importa como anda seu planejamento estratégico e quais os focos de suas ações, a sua marca já está sendo citada nas redes sociais.

De acordo com uma pesquisa conduzida pela Forbes Insights , 84% dos 2000 executivos entrevistados, acreditam que a presença online de suas marcas não está à altura dos padrões aceitáveis, necessários e principalmente desejados pelos gestores.

Como chegar lá?

No infográfico (após o jump) algumas dicas preciosas.

O que está em jogo é a reputação da sua marca.

Read More

Think Quarterly – sobre pessoas

A nova edição da Think Quarterly, espécie de revista eletrônica ou um quase Update or Die do Google, traz o tema “Pessoas” e como, apesar de toda tecnologia e conexão …
Read More

The Innovator’s Cookbook

No último dia 04 de outubro o Steven Johnson (o mesmo do “Where Good Ideas Come From”) lançou seu novo “The Innovator’s Cookbook”, onde traz ensaios, entrevistas, insights e apropriações …
Read More

“As pessoas não compram o que fazemos, mas a razão por que fazemos”

Simon Sinek explica porque empresas e líderes vencedores pensam, agem e se comunicam exatamente da mesma forma.

Dica @brunoscarto

Espetáculo do futuro hoje

Ao meu ver, projection mapping é o caminho a seguir em termos de espetáculos audiovisuais. O Cirque Du Soleil que se cuide. Ou use.

Tks Allan Carvalho

Premium Rush

Agora o mocinho anda de bike. Ah muleke!

Tks Leo Rocha

Guia para uma vida compartilhada (nos Estados Unidos – e aqui?)

Peguei o título, e a ideia, da revista Fast Company, uma das parceiras da HSM Management. Trata-se de uma matéria muito interessante sobre a economia do compartilhamento, The Sharing …
Read More

A mágica dos pulos

Falem o que quiser mas isso é demais!

Eu lhe apresento a mesa da sua cozinha – daqui a uns… 10 anos?

Essa “mesa” foi gerada no laboratório de pesquisa e desenvolvimento do jornal “The New York Times”, em colaboração com a Microsoft (UPDATE: que já vinha trabalhando sozinha nessa surface …
Read More

Roger McNamee: a plataforma social já era e um novo ciclo de tecnologia será

O Roger McNamee é vocalista-guitarrista da banda Monalice, autor de “The New Normal”, mas, para os fins aqui tratados, é um investidor profissional em negócios de tecnologia, cofundador de Elevation Partners (empresa de venture capital focada em negócios de mídia + entretenimento) e respeitado no Vale do Silício. No vídeo acima, ele diz que um novo ciclo de tecnologia está para começar e que vem se concentrando em seis tendências:

1) O Windows está morrendo (Microsoft, como grande líder, é corpo estendido no chão, e não está sozinha). Não é uma declaração exatamente inédita, mas vale a repetição.

2) O mecanismo de busca já se esgotou (deixou a web cheia de lixo) e a força do mobile é o indicador-chave do esgotamento, porque, como essa busca atrapalha demais a gente no celular, os conteúdos são achados ali de outras maneiras. Ou seja, o Google também não será mais capaz de manter o domínio que tem hoje. OK, a Wired já disse que a web morreu, mas o que o McNamee argumenta é distinto.

3) Os apps vencem a web (estamos no “Mundo de Apple”, e o próximo equilíbrio não seja mais entre a AppStore e a comoditização, mas entre a AppStore e o conteúdo altamente diferenciado da web 3.0).

4) O HTML5 muda tudo (escrevi sobre isso aqui).

5) Os tablets vencem o jogo.

6) As plataformas sociais também são superadas; não são elas o que estamos procurando.”Esqueça o social como plataforma; é apenas mais uma feature.”

Em suma, segundo ele, o mundo será, de verdade, cauda longa e código aberto. A web terá de sacrificar o Google para sobreviver, porque o Google, além de ter comoditizado toda forma de contato, levou a tecnologia ao limite da comoditização, o que é insustentável, porque as pessoas não conseguem fazer dinheiro mais com o que desenvolvem. E, sendo as plataformas sociais apenas mais uma característica de todo negócio/site, ele crê que o futuro é o do “full contact” consumidor-empresa, pelo que entendi (e também entre consumidores e entre empresas, não?). Ou seja, o futuro ao engajamento pertence.

Sobre publicidade? Ele diz o seguinte: cada peça de propaganda será uma loja. Para quem ouviu isso antes, vale repisar para pensar a respeito.

Sobre nós, seres humanos? “Acho que a tecnologia finalmente vai nos dar as ferramentas para nos tornar independentes e nos pôr no controle.”

O McNamee diz outras coisas interessantes (por exemplo, reforça muito a Zynga, o que me fez pensar se investe nela; mas ele se diz acionista do Facebook e “diminui” o dito cujo, então…), então, eu sugiro enfaticamente que vocês assistam ao vídeo. São só 15 minutos e o inglês dele não é difícil de entender.

Pus a banda Monalice tocando depois do jump, ok? Read More

Top