in

A “rede social” feita em giz

the-pavement2

Troca de informação. Inovação. Conhecimento in loco e em real time. Semiótica. Simplicidade. Segmentação. Utilidade. Interferência urbana. Forma e função. Tudo isso e um pouco mais é o que a edição de abril da revista The Pavement, destinada aos sem-tetos de Londres, criou ao chamar a designer Emily Read e, ao distribuir giz.

A revista relaciona serviços destinados à essas pessoas. Para extrapolar esse serviço, desenvolveram códigos visuais para troca de informações entre os sem-tetos e “sem-tecnologias” // Ao deixar os símbolos feitos com giz ao lado das calçadas e nas paredes, a criação de um novo tipo de guia informa onde dormir, onde comer, como é a vizinhança, se existe perigo ou não, entre outras informações essenciais para a sobrevivência, com um pouco de dignidade, dessas pessoas.

pavement

Aqui, o pdf da última edição. // fonte: psfk.com

Reportar

Gostou do post?

82 points
Upvote Downvote
Hero

Escrito por Gustavo Giglio

Updater, sócio do UoD, diretor de marketing/novos negócios.

100 Posts Mr. Postman!1000 Posts NinjaContent AuthorStory Maker

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0