Em qual cabelo perdido posso te chamar de careca?

 

Hoje aprendi sobre o Paradoxo Sorites (σωρείτης sōreitēs – grego, significa um montinho).

Imagine um montinho de areia com 2.756.678.345.890.128.345 grãos. Realmente, 2.756.678.345.890.128.345 grãos formam, sem dúvida, um belo montinho de areia.

Aí, com uma precisa pinça pega-grão, você tira 1 grão.
O monte de areia deixou de ser um monte de areia?

Não.

Você tira mais um grão.
O monte de areia deixou de ser um monte de areia?

Não.

E tira outro grão. E outro, e mais outro. E vai tirando. Um monte de areia não deixa de ser um monte de areia só porque você tirou um grãozinho.

Porém, vai chegar um momento em que sobrarão apenas 2 grãozinhos. E se você tirar um, o que vai sobrar não tem a mínima cara de um montinho de areia. Ou tem?

O paradoxo existe porque a lógica se sustenta (os gregos, por exemplo, dizem que 1 grão, ou mesmo “grãos negativos”, são um montinho em teoria) mas na vida real, pegando gente na calçada, ninguém chama grão de monte.

A história ilustra o conceito do vago, do impreciso.

Afinal, na base do grão em grão, qual o número mágico em que as coisas trocam de nome?
Se você for arrancando seus fios de cabelo, em qual deles eu posso te chamar de careca?
Adoro implicar com a nossa mania de medições “pseudo-responsáveis” de relatórios, números de impressões, audiência, segmentações, classes, notas escolares. E o paradoxo me incentiva.

Em qual centavo você fica rico?
Em qual segundo você fica velho?
Em qual milímetro você fica longe?
Em qual melanina você vira negro? Branco? Amarelo?
Em qual cargo você vira alguém?
Em qual leucócito você pegou uma infecção?

Muitas medições precisas contêm interpretações imprecisas. E certamente estamos mais preparados e acostumados com a primeira parte dessa equação.

Daí termos inventado o tal “critério”. Mas aí, de novo, em qual dos nossos devaneios deixamos de tê-lo?

Default image
Wagner Brenner
Fundador e editor do Update or Die.

20 Comments

  1. hahaha obrigado senhor, eu nao sou louco

  2. Em qual ponto uma mentira se torna verdade? O que faz algo ser verdadeiro? Quem fala só a verdade pode estar mentindo? Ou quem mente desenfreadamente acaba dizendo a verdade? Impressionante como um grão pode fazer a gente pensar grande! Great WB!

  3. haja grão pra pensar nisso…

  4. Para começar o dia fundindo a cuca: Paradoxo Sorites, no excelente blog dos @updaters_ http://is.gd/9hnAbB

  5. Lembrei-me de um verso da Cecília Meireles:”…como foi que te ensinaram a medir o tempo?..”

  6. “Em qual cabelo perdido posso te chamar de careca?”

    >> Se puder tocar na pele da cabeça sem tocar em cabelos, ali vc é careca! kkkk

  7. Quando um monte monte de moléculas passa a ser um feto e o aborto deixa de ser uma opção moral?

    Quando realmente ficamos “maior de idade”?

  8. “Mas acho que o mais bacana é mastigar o conceito de “vago”.

  9. Buja, lembro de ter lido em algum lugar que a partir do 7º compasso igual/parecido é considerado plágio… confere?

    • Entonces Guga, não estou super por dentro das nuances jurídicas mas sei que, se comprovada a intenção de plágio (ou de “referência explicita”) você toma na cabeça com menos do que 7 compassos. Por exemplo, se você copiar na caruda os timbres e a melodia de um tema conhecido (p ex 007, Star Wars…) nem adianta argumentar com o senhor juiz: até ele vai dizer “ah, mas é o James Bond!” ou “É o Luke!”. Pois é mesmo essa a intenção da referência que vira cópia: fazer quem ouve se lembrar de um filme ou música famosa.

  10. Muito legal.

  11. E em qual compasso da sua trilha você toma aquele processo de R$ 200 mil sob acusação de plágio, de tanto que o cliente brigou para que sua música ficasse idêntica à referência?

  12. Um montinho com zero grãos com certeza NÃO é um montinho.
    Nem um montinho com apenas UM grão (Aí é 1 grão só e não um coletivo de grãos).
    Dois grãos podem não ser um montinho porque não se *amontoam*

    …Então a partir do momento em que eles fiquem uns sobre os outros – mas não em colunas (porque aí seriam colunas de grãos e não montes) – eles se tornam um monte de grãos! 😉

  13. É aquele lance também de que em que milimetro você é alto ou baixo?

    Se até 1,69 você é considerado baixo 1,70 te torna alto ou quase baixo? (mero exemplo aeuhaeuhae)

Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh