Post de Aline Valek, originalmente publicado no Danger!

Não é novidade pra ninguém que as heroínas e vilãs de quadrinhos usam roupinhas sexies e irresistíveis — perfeitas para desfilar em uma escola de samba, embora nada práticas para combate. Só que esses uniformes escondem algo bizarro, que poucos leitores reparam quando estão hipnotizados pelas curvas desses corpos perfeitos. Quer dizer, nem tão perfeitos assim.

Há um tempo descobri um tumblr simplesmente sensacional. Não consegui parar de olhar, de me impressionar com as imagens e de rir. Rir muito. É o Escher Girls, que mostra personagens mulheres dos quadrinhos em poses impossíveis ou ridículas demais.

O triste momento da queda em que Mulher Gato quebra sua espinha

Vocês devem conhecer o Escher, certo? É um artista famoso por suas figuras representando construções impossíveis, com perspectivas e formas geométricas fascinantes aos olhos e pertubadoras ao cérebro. Bem, parece que esse artista é a principal referência de diversos desenhistas de quadrinhos, que também abusam dessas distorções malucas na anatomia das mulheres.

À esquerda, a original. À direita, o que seria a pose mais correta anatomicamente.

A pose preferida desses artistas é o que o Escher Girls chama de Boobs & Butt, o famoso combo duplo: mostra os dois seios ao mesmo tempo em que mostra as duas nádegas. As heroínas fazem essa pose com tanta naturalidade, que você só se dá conta do quanto essa pose é complicada quando ficar diante do espelho e tentar. Mas não recomendo: você pode sair com dores dessa experiência. Nem brincando de Twister alguém precisa se contorcer tanto. Mas é claro que os desenhistas fazem as heroínas se esforçarem um pouquinho: aparentemente, o que importa em uma personagem mulher são os pares de seios e nádegas. Então, se for socar alguns bandidos, empina a bunda, colega!

Boobs & Butt: fico com dor só de olhar

Além do mais, quem disse que as heroínas precisam de órgãos ou de um esqueleto? Já reparou na espessura das cinturas? E a flexibilidade da coluna, hein? Maravilhoso ter super poderes e ainda ser invertebrada!

Mas quem deve se retorcer mesmo são os desenhistas que sacam o mínimo de anatomia. Inclusive, muitos deles contribuem para o Escher Girls com redesenhos do que seria um corpo ou uma pose mais correta. Eu já percebia que havia algo de exagerado no corpo das personagens de quadrinhos — mas ao ver os redesenhos, quase caí da cadeira. É uma diferença gritante.

coitada, sofre de escoliose

Aaaah, alguns podem dizer, mas em quadrinhos tudo é possível, né? Sim, inclusive engrossar o coro da mídia na imposição de um ideal de mulher simplesmente inalcançável. Com todo esse pensamento introjetado na cabeça das mulheres desde cedo, não é difícil entender porque tantas fazem de tudo para mudar seus corpos e movimentar uma indústria estética e cosmética bilionária (e você sabia que meninas a partir dos 12 anos já querem colocar silicone?).

Por isso, você acompanha o Escher Girls e ri tanto. Ri para não chorar.