The Unfinished Swan: um indie game de respeito

Para meu post de estreia aqui no Update or Die escolhi falar de um indie game bastante divertido e com uma ideia bem diferente que tenho jogado nas horas vagas. Trata-se de “The Unfinished Swan”, um jogo de labirinto em primeira pessoa com um diferencial genial: todo o cenário é completamente branco.

É isso mesmo. Para achar os caminhos você atira bolinhas de tinta preta que explodem e vão revelando o cenário de maneira extremamente elegante e inusitada. O jogo possui elementos de puzzle e trabalha muito bem com os sons que fazem parte do cenário.

Alguns amigos meus costumam dizer que “experiências lúdicas” como “Unfinished Swan” são os filmes iranianos da área de games. Que normalmente ingressam por uma veia artística e “cabeça”. Eu discordo e confesso que gosto de experimentar ideias novas, independente da plataforma que são criadas.

Para quem não sabe, os indie games formam uma modalidade muito peculiar de criar e publicar jogos. Os indies, como o próprio nome aponta, são jogos independentes. Muitas vezes eles são feitos por uma pessoa sozinha ou um grupo pequeno normalmente sem apoio de produtoras ou grandes empresas da área de games. A parte legal é que depois que são colocados no ar, são grandes as chances de serem comprados por grandes publishers do mercado.

Há vários casos bem sucedidos dessa modalidade, mas eu gosto sempre de citar dois games em especial: Braid (2008) e Limbo (2010). Recomendo ambos para os que querem conhecer experiências diferenciadas dentro da área de games.

Para finalizar, deixo o gameplay do “Unfinished Swan” apresentado na feira E3 desse ano. Para quem possui Playstation 3, basta comprar por 14 dólares na PSnet e se divertir.

Valeu!

Default image
Vince Vader
Games, rock and roll e bacon.

10 Comments

  1. Sensacional! Achei MUITO legal o fato do game não ser "apenas" labirinto. O jeito que você interage é DEMAIS! Além de ter uma característica de criação através the desconstrução – você precisa sujar tudo pra poder ver como tudo é belo e bem feito! -, achei incrivelmente parecido com a plataforma dos mapas de Age of Empires… só que abordado de uma maneira completamente inusitada!

    Para um portal tão completo quanto o UoD, vocês conseguiram achar alguém que quebrasse a barreira dos 100%! Parabéns UoD e Vince!

  2. Tiago Dos Santos Lima
    Tiago Dos Santos Lima

    Boa bola, Vince Vader!
    Espero ler sobre Hotline Miami em breve, pra mim é o jogo do ano 😀

  3. Muito bom! Bem vindo, Vince Vader 🙂

  4. Olha aí Bruno! Acho que vai gostar.

  5. Oba! Bem legal o jogo! Bem vindo, Vince! 🙂

Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh