globo


A maioria dos super-heróis é inspirada nas mitologias grega ou nórdica. Hércules, Zeus, Aquiles, Odin, Balder… Além de, claro, inspirações que vão além da natureza humana, como poderes extraterrestres ou modificações científicas. A cultura africana também influencia diversas outras culturas pelo mundo e aparecem em alguns dos heróis mais conhecidos das HQs e do cinema. Mas, suas mitologias e religiões poucas vezes protagonizam essas histórias.

E é justamente inspirado nisso que o diretor e roteirista nigeriano Nosa Igbinedion lançou “Oya – Rise Of the Superorisha” (em tradução livre “Oya – A Ascensão do Superorixá”), que tem os orixás como super-heróis, Baseado na crença Santeria (que possui muitos aspectos da religião católica e do candomblé). O primeiro filme da série conta a história de Oya, também conhecida como Iansã, a única deusa orixá que ainda possui vínculos com os humanos mesmo quando a maioria da humanidade já abandonou o culto aos orixás, e Ade, uma das poucas mulheres que ainda possuem ligação com os orixás. A missão de Oya, deusa guerreira, é encontrar uma garota capaz de abrir o portal entre os humanos e orixás, para que o mundo não caia em desgraça. Os orixás mais famosos estão na história, como Iemanjá, Ogum, Oxum, Exu, Xangô e, claro, Iansã. O mais interessante é que o filme só pode ser produzido pela I Go Do Films graças a uma campanha de financiamento coletivo.

Assista ao trailer e ao curta-metragem:

 

Comente

Você também deve gostar destes