Apreciando a solidão por Tarkovsky

Creio que quando sabemos estar em paz sozinhos alcançamos o bem mais grandioso ao nosso espírito. É quando apreciamos a nossa própria companhia que nos sentimos em um estado de ânimo mais nutritivo para a mente e para o espírito. Sozinhos experimentamos as tempestades mais substanciais e a quietude mais reconfortante do nosso ser.

Talvez por isso há tantos estudos que comprovam que quando meditamos melhoramos consideravelmente nosso estado de ânimo. Ao contrário do que pode ser confundido com tédio, ou até uma aversão ao silêncio, estar só é estar em paz.

É estar sereno. É estar pronto para… estar junto.

O cineasta russo Andrei Tarkovsky, cuja obra realça situações como pausa, silêncio e solidão, também compartilha dessa opinião e respondeu a um entrevistador sobre um conselho que daria aos jovens. Para ele, o bem mais preciso é aprender a cultivar a solidão:

“Eu não sei, eu acho que vou apenas dizer-lhes que aprender a ficar sozinhos e tentar passar o máximo de tempo possível consigo mesmos. Eu acho que uma das falhas entre os jovens está em tentar reunir-se em torno de eventos barulhentos, quase agressivos. Na minha opinião, esse desejo de reunir-se para não se sentir só é um sintoma infeliz. Cada pessoa precisa aprender desde a infância como passar o tempo consigo mesmo. Isso não significa que a pessoa deve ser solitária, mas não deve ficar entediada com ela mesma, porque as pessoas que ficam entediadas em sua própria presença acho que estão colocando sua auto-estima em risco.”

Abaixo um pouco de silêncio com Tarkovsky: Life as a Reflection

Default image
Paula Romano
Jornalista freelancer interessada em arte, tecnologia, cultura e sempre em busca de novas histórias. Uma pessoa que adora viajar, descobrir novidades, aprender, filosofar e que fica feliz com a companhia de um chá, um felino e um bom livro no colo.

21 Comments

  1. Acho que começar pela meditação clássica é uma ótima forma de tentar entender tudo isso. Ótimo artigo

  2. Tenho praticado, faz um bem danado!

  3. Não tentem isso em excesso, crianças.
    Equilíbrio é tudo na vida.

  4. olha o irmão do Martinusso ai gente! Arthur Martinusso, Cesônia Martinusso, Ana Carolina Martinusso, Adolfo Martinusso Filho

Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh