Miniaturas e Dioramas: A Busca Pela Imperfeição.

Quando digo que tento buscar a imperfeição perfeita no meu trabalho, eu me refiro a naturalidade que desejo atingir na qualidade de cada obra criada.

Sempre me pergunto e questiono o como tal coisa ou objeto ficaria depois de anos abandonada. Desgastes naturais, mofos, paredes trincadas, ferrugem entre outras imperfeições são sempre um desafio. Quando eu tento reproduzir algum desses efeitos me atento aos mínimos detalhes. Cada objeto e seu posicionamento deve ser planejado e estudado meticulosamente para que haja uma harmonia entre as coisas.

Em projetos pessoais, minha mente mistura elementos variados entre lugares, detalhes ou memórias, mas o mais importante eu acredito que é o cuidado para recriar uma atmosfera adequada da época ou local. Eu gosto de tentar recriar algo que teve a sua própria história e foi posta de lado por um tempo. Eu gosto destes estilos porque eles têm tantos detalhes quando se trata de texturas e cores. Mas quando um cliente solicita um diorama temático, eu tento seguir fielmente as suas características na reprodução. Bem, eu sou fascinado por carros clássicos e antigos. Como um entusiasta e colecionador de carros antigos e antiguidades, juntamente com o meu pai que eu acredito ser a principal fonte para me ensinar a história e beleza dessas coisas.

Quase todos os trabalhos em miniatura são projetos complexos. Quando se trabalha em escala as medições são reais, é necessário se ater a essas medidas. Prédios arquitetônicos são sempre um desafio. Pessoalmente, eu acredito que a maior dificuldade é simular um ambiente que existiu no passado ou ainda existe hoje. O posicionamento dos elementos deve ser tão natural como a textura de ferrugem. Ferrugem tem tantas variações e cores que podemos dizer quanto tempo aquele objeto  foi deixado para trás. E como quase tudo é praticamente feito à mão, eu estaria mentindo se eu dissesse que há algo fácil de fazer. Com a falta de informação no início, tive que me adaptar a várias técnicas que felizmente proporcionaram novos resultados. Quando você pode analisar uma fotografia e reproduzir exatamente o que é observado em escala … é fantástico.

Eu tento evitar a utilização de figuras humanas em meu trabalho. Basicamente, eu gostaria de criar um clima em que o espectador faça sua própria história. Às vezes eu acabo incluindo alguns animais, mas raramente. Deixando a cena sem figuras humanas eu acredito que o espectador acaba expandindo a imaginação do que está observando,  as possibilidades são inúmeras quando se constrói uma história com apenas a paisagem.

Mais informações: Grandmondo.com

 

        

Default image
grandmondo
Art Director / Motion Designer / Miniaturist

17 Comments

  1. Ficaram perfeitos as suas imperfeições, que não consigo perceber onde está o erro. Parabéns pelas suas criações, realmente você conseguiu trazer de volta as nossas imaginações e sensações. Foi bom entrar em seus sonhos. Fantásticos.

  2. Emerson Sousa veja isso

  3. Amanda Birindiba

  4. Mostra pra sua mãe Victor Romano

  5. Lufe Schubert

  6. Mostra pra sua mãe Victor Romano

  7. Vitor Barros

  8. Alexandre Manzini

Leave a Reply