in ,

A primorosa edição de Os Sertões

A caixa de linotipos mal foi aberta e a Ubu Editora já surpreende o mercado editorial e causa alvoroço entre os amantes da obra euclidiana. Isso se deve ao novo lançamento da obra Os Sertões, em duas edições: crítica e a crítica completa (box).

O destaque especial vai para a edição crítica que conta com reprodução das páginas originais das anotações de campo do autor, incluindo fotos de Canudos e rascunhos originais.

A edição é comemorativa. Relembra os 150 anos do nascimento de Euclides da Cunha. Foi organizada pela competentíssima Walnice Nogueira Galvão. Não é só mais uma reprodução de um clássico. É antes de tudo um “recontar a História” através de uma nova linguagem gráfica.

Páginas de textos longos, grafados à seco em Pólen Bold? Que nada. É uma obra de arte (desde o original) que sofreu um upgrade. O leitor dessa edição irá voltar no tempo e mergulhar no emaranhado de imagens e detalhes, além de viajar através dos impressionantes relatos de Euclides.

Joaquim Nabuco define Os Sertões como sendo “a bíblia da nacionalidade brasileira”. No sentido literal, realmente se trata de uma “bíblia”, semelhante àquelas ornamentadas pelos pacientes copistas da Idade Média. Uma riqueza de detalhes.

O livro promete mexer com os sentidos do leitor. O diferencial é ressaltado logo na caixa que reveste a publicação. À medida que o leitor avança na leitura é transportado para o foco de toda a ação: Canudos.

Detalhe também para as margens, que contam com marcações que remetem a escalas gráficas e situam o leitor nos três cortes da obra: “A terra”, “O homem” e “A luta”.

Se no início usei o termo linotipo, não espanta detalhar que a capa foi impressa em serigrafia, a antiga técnica na qual a tinta passa por uma tela vazada gravando os detalhes em fotossensibilidade. Qualquer semelhança com os antigos monges copistas não é mera coincidência: esta é uma obra para durar e encantar.

A Edição Crítica de Os Sertões é vendida nas principais livrarias do país. Já o volume Variantes e Comentários é uma edição limitada disponível com exclusivamente nas lojas da Livraria Cultura.

Resultado. Uma obra genial em um formato magnífico, de pura elegância e bom gosto. Leitura e apreciação obrigatória não só aos amantes de Euclides, mas a todos que babam por um bom livro.

OS SERTÕES
Autor: Euclides da Cunha
Edição crítica: Walnice Nogueira Galvão
Editoras: Ubu, Sesc

Um trecho para você se deliciar: AQUI.

Reportar

Gostou do post?

82 points
Upvote Downvote

Escrito por Caiene Cassoli

É escritora, jornalista e relações públicas formada pela Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM). Autora do livro "O poder de mudar hábitos", pela Editora Ideias & Letras. É também pós-graduanda em Gestão Estratégica de Negócios pela Universidade Mackenzie (SP).

Anos de UoD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *