in

Por que a Netflix está cancelando um monte de séries?

The Get Down, Lilyhammer, Marco Polo e agora Sense8 foram canceladas apesar do sucesso e dos grupos de fãs que aguardavam ansiosamente por novas temporadas. A empresa Netflix mudou nosso conceito de consumir séries e filmes e com as produções originais foi responsável pela migração intensa do sistema de televisão a cabo para o streaming.

Mas por que essa onda de cancelamentos agora? Não existe muita coisa pior para um entusiasta de séries do que um cancelamento imprevisível. A repercussão do fim de Sense8 nas redes sociais foi enorme, e a fanbase do seriado não ficou nem um pouco contente com a notícia.

O CEO da Netflix explicou que por trás dos trágicos cancelamentos existe uma lógica de mercado que influenciou a decisão. Em entrevista para a CNBC, durante a Code Conference, uma conferência sobre mídia e tecnologia que acontece nos Estados Unidos, o co-fundador da empresa, Reed Hastings, contou que podemos continuar esperando mais cancelamentos no futuro.

A razão que Hastings trouxe foi que a Netflix possui muitas séries originais de sucesso, o que gera poucos encerramentos, e com isso há menos espaço para ideias novas e mais inventivas. O executivo disse acreditar que apostando em conteúdo diferente, com mais chances de cancelamento inesperado, a probabilidade de surgir uma série de sucesso é maior. Também explicou que conteúdo novo traz mais assinantes, citando o destaque de “13 Reasons Why”.

Será que disso tudo pode surgir uma nova série que prenda o público, com um roteiro inteligente, que preencha o vazio causado por esses e futuros cancelamentos? Em contrapartida, o mês de junho conta com novas temporadas de Orange is The New Black, The Ranch, Orphan Black e as estreias de Glow, Gypsy, Queen of the South e muitas outras. Se a sua série foi cancelada, dá para conferir as novas e já começar as maratonas.

Reportar

Gostou do post?

82 points
Upvote Downvote

Escrito por Laura Reif

Jornalista freelancer, fã de Smiths, Tolkien e Allen Ginsberg. Gosta de gatos, café, comida vegana e karaokês. Ariana, mas não acredita nesse negócio de signos. Se especializou em jornalismo cultural e tem interesse em arte, tecnologia, cinema e listas engraçadas.

Anos de UoD

One Ping

  1. Pingback:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *