in

Caloi dá um update em seu posicionamento

Gostei.

A Caloi, centenária marca brasileira de bicicletas, passou por um processo de rebranding assinado pela agência SalveTribal Worldwide. O novo posicionamento foi construído através da necessidade que a marca tinha de se comunicar com todos os seus públicos. Focando nas pessoas e não somente no produto, a nova estratégia de comunicação busca resgatar as grandes histórias presentes na vida dos brasileiros ao longo de muitas gerações, trazendo à luz que a Caloi é uma marca que mais do que fabricar bicicletas, fabrica ciclistas.

É uma boa proposta.

A ideia foi trazer mais do que somente uma mudança em sua identidade visual. Além das mudanças no logo, agora desenhado com a fonte Graphik – que estará no coração da nova identidade visual, e será uma peça estrutural de todo o branding, a agência mergulhou na história da Caloi e resgatou “O Vencedor” como ícone principal da nova comunicação. É uma retomada do legado histórico-conceitual da marca.

O ícone “O Vencedor” (esse ciclista aí) representa a marca tanto quanto o próprio logo. Ele terá uma presença maior, para além de um selo ou um detalhe, e será usado como um importante recurso de composição, deixando a marca ainda mais proprietária.

Além do manifesto institucional acima, um videocase:


Also published on Medium.

Reportar

Legend

Escrito por Gustavo Giglio

Updater, sócio do UoD, diretor de marketing/novos negócios.

100 Posts Mr. Postman!1000 Posts NinjaContent AuthorStory MakerVotador!

24 Comments

Leave a Reply
  1. A Caloi, já não é mais uma fábrica Brasileira ela do vendida, a Caloi perdeu muito espaço no mercado, está retomando agora, falta a Caloi focar nas crianças, tenho 39 anos na minha época se via comercial de bicicletas hoje em dia não tem, e como pode falar que fabricam ciclistas .

  2. …em 2013, a canadense Dorel comprou a Caloi, permitindo a chegada a preços mais módicos e em lojas de varejo de marcas como Cannondale, Schwinn, Mongoose e GT. Sem contar que a qualidade das bikes com a marca Caloi deu uma boa melhorada. A campanha em si parece mais ganha-prêmio de Cannes do que vender o novo conceito da marca :). E trocar o logotipo clássico por uma fonte descaracterizou seu valor icônico. Mas ficou legal para os milennials, que posam de bikers pra andar 6 quadras todo dia 😉

  3. Achei bemmmmmmmm mais ou menos. “Fabricamos ciclistas”?? Trilha sonora achei fraca, identidade visual (cade?), filme sem emocao, tipografia simples. Faltou AQUELE TCHAN e DAR AQUELA AMARRADA. Nao curti.

    • “Dar um TCHAN”… “Dar uma AMARRADA”… “Fonte SIMPLES”… Parece até a conversa vazia de cliente que não sabe o que quer. Desde quando uma fonte simples é necessariamente ruim? Tem que usar fonte rebuscada e cheia de firula pra tudo agora? Rola muita inveja também, não que eu faça parte da equipe de criação, mas enfim. Haja saco pra concorrência rançosa nesse mercado de design.

  4. Olha, achei a redação bem fraca, e a narração “tentou” passar emoção mas sem sucesso. A marca é incrível, o cenário atual é ótimo. Poderiam tem feito algo muito melhor ao meu ver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Gostou do post?

82 points
Upvote Downvote