“Lili” é filme pra gente grande e corações fortes

Arte, infância e aprendizados

Crescer é – também – aprender a deixar ir, ou simplesmente “let go”. Somos lembrados dessa difícil lição no filme “Lili”, criado pelos prodígios Hani Dombe e Tom Kouris.

O filme de 10 minutos é todo feito em stop-motion, e conta a história de uma garotinha que se recusa a abrir mão de sua infância. No vídeo, Lili parece entediada, até que novos ventos sopram forte para levar seus brinquedos e fantasias infantis a outras dimensões, mas a brava guerreira, tão humana quanto a gente, não está disposta a desistir fácil assim.

De acordo com os criadores, o filme tem lá sua parcela de biografia, uma vez que o cenário e a rotina “entediante” da personagem principal ecoam a vivência de seus criadores.

Ambientada na década de 70 e 80, a história pediu pesquisa dos envolvidos, que levantaram os brinquedos da época, os cortes de cabelo e até os materiais usados naquele espaço de tempo — tudo para trazer mais fidelidade ao filme. E, por isso – também – vale a pena compartilhar.

Depois de quase um ano de intensa dedicação, Hani e Tom finalmente concluíram “Lili” e, como um filho, sabem que o fizeram para o mundo. E não decepcionaram.

Created by: Hani Dombe & Tom Kouris
Music & sound: Gil Landau
Supported by: Israel Lottery Council For Culture & Arts, Gesher multicultural film fund

Default image
Gustavo Giglio
Sócio do UoD, diretor de marketing/novos negócios/projetos especiais.

8 Comments

  1. Pri Santos Bruno Gianolla

  2. Luan Barbosa Cinthia Melo Mila Oliveira

Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh