A página Script to Screen traz comparações entre grandes cenas de longas conceituados e o roteiro de cada um. Além de bons roteiros, os intérpretes que dão vida a fortes diálogos do cinema são peças fundamentais de um filme, coisa que fica clara ao vermos os dois lado a lado.

Sei que parece óbvio, mas quando assistimos as comparações feitas por um jovem americano no Instagram e no YouTube, dá para medir o peso de um bom casting (e direção) na hora da atuação. Como esse intenso diálogo de Eu, Tonya (2017):

Ou essa icônica cena de O Senhor dos Aneis (2001):

E um dos arrepiantes diálogos de Corra (2017):

Nesse último exemplo, o roteiro não bate 100% com o resultado final, o que leva ao questionamento: “Será que os atores improvisaram em cima do texto?” Se sim, estão de parabéns.

A proposta do canal é inspirar quem gosta ou trabalha com a sétima arte. E, realmente, dá para passar a tarde inteira conferindo os vídeos um atrás do outro.