Durante a conferência da Microsoft na E3 2018, a empresa confirmou que está trabalhando em um serviço de videogame por meio de “streaming”.

O serviço permitirá que você jogue sem a necessidade de um console, pois os jogos serão executados na nuvem e será possível retomar o jogo de qualquer dispositvo: um Xbox, um PC ou um smartphone.

Phil Spencer, diretor da divisão de videogames da empresa, confirmou:

“Estamos trabalhando em um sistema que permite que qualquer game possa ser jogado de qualquer dispositivo”.

 

Phil Spencer, durante a Conferência da Microsoft na E3 2018

A melhor maneira de imaginar como funcionará isso é pensando na Netflix, mas com videogames. Para acessar ao catálogo de jogos, será necessário pagar uma taxa mensal, e como ele é executado na nuvem, não será preciso de um hardware de alta potência.

Não há datas para o lançamento, mas é esperado que leve cerca de três anos. Não é a primeira vez que um serviço desse tipo é experimentado: o OnLive teve uma proposta semelhante, mas foi adquirido pela Sony e fechou. A Nvidia também ofereceu algo semelhante para o PC e não foi para frente.

O maior desafio está na Internet

Transmitir videogames é como reproduzi-los remotamente, então você precisa de uma conexão rápida. Se a Internet cai, o jogo é perdido. Se for lenta, há latência e a experiência se degrada. Este é o maior desafio, principalmente, em países nos quais a Internet não é de boa qualidade.

Em paralelo, Phil Spencer anunciou que está trabalhando em novos consoles, mas se o poder de processamento dos videogames está na nuvem, qual será o significado de existir um Xbox de próxima geração?