Serifas e uma ligadura simpática
Serifas e uma ligadura simpática

É bastante comum – e até esperado – que as agências passem por um update de tempos em tempos. Afinal, nesses tempos de questionamentos de propósitos que chacoalham indústrias inteiras, é preciso estar atento para ajustes e reposicionamentos. As vezes, a estratégia é diversificar e mostrar uma multiplicidade de áreas de atuações. Outras, é preciso simplificar, para mostrar ao mundo coerência e unidade entre as diversas frentes. E parece ser este o caso da Ogilvy, que resolveu juntar tudo sob uma marca única e dar uma proporção amplificada para o re-branding preferindo chamá-lo de “re-fundação” da marca.

Hoje a Ogilvy tem 131 escritórios em 83 países e atua e seis segmentos principais: estratégia de marca, publicidade, engajamento de consumidor e Comércio, PR e influência, transformação digital e parcerias. Agora, tudo isso vira apenas… a Ogilvy. Ufa, que bom exemplo para o mercado.

Mas vamos a parte do rebranding, que é o que interessa de fato.

A Nova Marca

A sempre competente Collins resolveu usar uma fonte serifada com ligadura para formar o novo logo desenhado para a marca, que durante anos carregou o “& Mather”, mas não mais. Apesar de ser bem simples e não muito memorável, a ligadura no “gi” é realmente simpática e pode ser interpretada como uma conexão. Pode, e deve render mais, no futuro.

A famosa assinatura do David Ogilvy também vai se render para a nova marca.

Segundo a agência, a mudança reflete também, novos valores (como sempre). Assista abaixo o “manifesto” “Change is our lifeblood” (o nosso também! Update or Die!)

Change is Our Lifeblood

Além do logo, a marca agora possui tipografia própria, composta pelas Ogilvy Serif e Ogilvy Sans.

Ogilvy Typography

Para saber mais sobre o rebranding, recomendo seguir esse link para o review do site Under Consideration.