in

Neymar Jr./Gillette e o desabafo patrocinado: ajuda ou atrapalha a imagem do jogador?

Curioso para ver a repercussão deste comercial. Me fez lembrar um pouco todos aqueles artistas que fazem sucesso muito cedo, tipo o Michael Jackson ou a Sandy e o Júnior, que a gente sempre escuta que “cresceram em público”. No caso do Neymar, parece uma nova modalidade disso, o “cresceu em propagandas”. O filme “Um Novo Homem Todo Dia” é uma amostra explícita, com Neymar narrando um texto em que fala justamente de todas as críticas que recebeu, da maneira como lidou com elas e de sua superação. Tudo ótimo, não fosse o fato disso vir, não em uma entrevista, mas sim embalado em forma de um comercial.

Um Novo Homem Todo Dia

“Eu ainda não aprendi a te decepcionar”

Ajuda ou atrapalha a imagem de Neymar?

Do ponto de vista da Gillette acho genial, uma ousadia que não lembro de ter visto na história desta marca. O texto é bem escrito e preciso. Minha curiosidade é quanto a repercussão do Neymar mesmo, que deve oscilar entre os que vão achar lindo e os que vão criticar mais ainda pelo tom oportunista que tira a poesia e a credibilidade de um ponto delicado de sua carreira.
“A verdade é que eu não caí. Eu desmoronei”
E você? o que achou? Vamos começar por aqui mesmo, dê sua opinião pelos comentários.

Reportar

Gostou do post?

82 points
Upvote Downvote
Legend

Escrito por Wagner Brenner

Fundador e editor do Update or Die!

Comentários

Leave a Reply
  1. Fraquíssimo. No meu ponto de vista é muito pior pra imagem dele buscar um “desabafo” com um texto que nem foi feito por ele.

  2. Ruim para a Gillete e para o jogador. A marca se associa à atitude oportunista e nada espontânea do jogador que deveria ter falado sobre o assunto logo depois da Copa de forma madura, assumindo erros e prometendo rever suas atitudes. Está faltando um bom profissional de PR à equipe de Neymar, uma boa gestão de imagem não é fazer evento beneficente, aparecer em festas nas redes sociais e se justificar pelo Instagram neste momento, é mostrar maturidade, humanidade, profissionalismo, humildade, esforço para melhorar como pessoa e profissional. Sair do evento mais importante de sua área de atuação menor do que entrou e como piada mundial é muito sério. Faltam visão de longo prazo e menos avidez por dinheiro (fazer este filme mostra esta avidez, tudo sempre feito pelos patrocinadores). E já passou da hora de se posicionar como um homem, jogador de alto nível, profissional. Esta desculpa de que ainda não aprendeu a decepcionar aos 26 anos passa a imagem de imaturidade, despreparo e fraqueza. Enfim, estão faltando bons profissionais de marketing à equipe de Neymar, as estratégias que usam estão anos luz defasadas.

  3. Wagnão, a atitude (da marca) corajosa. Mas o timing foi ruim. 23 dias depois da eliminação é muita coisa. E o texto me pareceu um tanto quanto pedante. Por ser quase um pedido de desculpas e de ajuda, o tom poderia ser mais humilde. A pior parte diz que ele apanha dentro do campo, mas “a gente não sabe o que ele passa fora dos gramados”. Chega a ser patético. Na minha “selecionada” rede, os comentários são 95% negativos.

    • Pois é, parece que as reações estão bem negativas. Quando vi o comercial ontem a noite no Fantástico, depois de 5 segundos eu pensei “ih, isso aí vai incomodar…” 🙂 Mas pra Gillette acho que vai ser bom. Pro Neymar… realmente parece que cutucou a ferida precocemente. E através de um patrocinador. Podia ter soltado esse texto pela imprensa antes, acho que até tentou naquele evento beneficiente dele e, pensando agora, acho que naquele momento ele já sabia que ia fazer esse comercial, o que só piora as coisas.

One Ping

  1. Pingback:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0