Eu adoro jogos independentes. Para mim, quanto mais experimental, melhor. Por conta disso acabo fazendo o exercício de “escavar” a Playstation Network, a App Store e a Steam perdendo um bom tempo para selecionar estranhezas.

Em minha última incursão no papel de “scavenger” de games acabei me deparando com o título North na PS net. O preço de 5 reais me chamou a atenção junto com o ícone do game. Ora, por esse preço vale a tentativa.

Baixei o game e me surpreendi. No entanto, vale uma ressalva: ele não tem gráficos incríveis, a jogabilidade não é boa, não tem menu, não tem pausa, não dá pra salvar e – de quebra – não fica muito claro o que você tem que fazer. “Caramba, Vince, como algo assim te surpreendeu?”. Explicarei.

O jogo me conquistou pela atmosfera sombria. A falta de informações do game vai sendo preenchida com cartas que a personagem que você controla envia para a sua irmã e é aqui que descobrimos que North é um game sobre um imigrante que fugiu de uma terra devastada para procurar trabalho e uma nova vida na cidade do norte de uma terra alienígena.

O cenário é de uma cidade estéril e abandonada. A residência que você habita possui seres sem rosto que fitam o nada e produzem sons estranhos. No percurso pela cidade você precisa capturar três papéis para provar que você pode morar lá como um imigrante.

Apesar dos problemas é um passeio interessante pelas ideias de um estúdio indie que apostou em algo ludicamente inusitado (e com tema bastante atual para o momento que vivemos).

O trailer a seguir conta um pouco melhor sobre a experiência game que pode ser jogado no XboxOne, PS4, Nintendo Switch e PC:

Se você quiser assistir ao gameplay com mais detalhes, segue o vídeo abaixo:

É possível terminar o game em meia hora ou menos, mas vale o preço pelos minutos de estranheza que a paisagem do game causa.

Mais um para a lista de esquisitices lúdicas.

#GoGamers

Total
12
Shares