in ,

Três dicas para você aprender mais e melhor

Você já deve saber que a vida é um aprendizado diário, que o fracasso é a melhor escola que podemos ter, que há aprendizados que não estão nas escolas, e situações que só é possível assimilá-las quando acontecem com a gente. No entanto, para Ulrich Boser, autor de “Learn Better: Mastering the Skills for Success in Life”, o aprendizado requer uma fórmula um pouco mais rigorosa e pode ser dividida em três estratégias principais, são elas:

Encontre um significado

Uma pesquisa realizada por Boser mostrou que a motivação é um elemento-chave para aprender. Então, para dominar uma ideia, é essencial descobrir o “por que é” ou “o que tem que fazer” com os interesses relacionados. Nas palavras de Boser:
“É impossível aprender se não queremos aprender e, para ganhar experiência, devemos observar as habilidades e o conhecimento como elementos inestimáveis. Temos que criar um sentido. Aprender é uma questão de dar sentido a algo.”
Principalmente porque “as pessoas podem fazer coisas – literalmente – milhares de vezes sem realmente aprender isso”; porque se não pararmos e questionarmos “o que é isso e para que serve?”, a aprendizagem nunca terá efeito.

Desenvolver metacognição

Broser explica que os seres humanos confiam muito em sua própria inteligência acreditando ser superiores aos que os rodeiam. Ao pensar assim, ele sugere que “não fazemos esforços suficientes para entender as coisas que não conhecemos”. Isso acontece porque não analisamos muito o que fazemos e o que não fazemos. Para Broser, pensar em pensar é uma maneira muito eficaz de melhorar a aprendizagem:
“A metacognição têm dois aspectos. O primeiro é o planejamento: ‘quais são meus objetivos e como vou aprender isso?’. O segundo, monitorando: ‘Existe outra maneira de fazê-lo? Como posso melhorar meu progresso? Por que estou fazendo isso?'”
A metacognição é uma das intervenções educacionais mais efetivas e se refere à habilidade de refletir sobre uma determinada tarefa (ler, calcular, pensar, tomar uma decisão) e sozinho selecionar e usar o melhor método para resolver essa tarefa.

O poder do esquecimento

As pessoas geralmente esquecem mais de 50% do que foi aprendido nas últimas 24 horas. Segundo Boser, isso é normal e é algo muito positivo porque assim você tem a oportunidade de lembrar e reter as informações por mais tempo. Quando alguém enfrenta situações no local de trabalho ou na vida, precisa de um tempo sozinho para assimilar o que acabou de acontecer. Isso ajuda não só a entender as informações, mas também a armazená-las de maneiras diferentes na memória de longo prazo – avaliando aquilo que importa, ou não. — Embora haja muitas técnicas sobre o aprendizado, é importante entender que, quando as emoções positivas estão envolvidas, sempre haverá uma porta para o conhecimento e a compreensão de cada cultura, civilização, personalidade e comportamento. Mais que simplesmente aprender, é preciso querer aprender.

Reportar

Gostou do post?

82 points
Upvote Downvote
Mentor

Escrito por Paula Romano

Jornalista freelancer interessada em arte, tecnologia, cultura e sempre em busca de novas histórias. Uma pessoa que adora viajar, descobrir novidades, aprender, filosofar e que fica feliz com a companhia de um chá, um felino e um bom livro no colo.

Anos de UoDStory MakerContent Author100 Posts Mr. Postman!Votador!

Comentários

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0