in

O que a comunicação pode trazer em momentos turbulentos

É possível estar otimista diante de tudo que aconteceu este ano e esperar um 2019 com mais conquistas?


Carnaval, diversos feriados e emendas, Copa do Mundo, greves, manifestações, eleições presidenciais, polaridade e muitas polêmicas, principalmente nas redes sociais. Nada de novo até então, mas a impressão que fica é que esse ano que passou teve tudo isso com muito mais força!

Como em tudo na vida, tantos momentos de turbulência também servem para nos ensinar algo. É uma questão de estar aberto a novos diálogos, ações e visões de mundo. Para nós da comunicação, a prioridade será sempre o público, mas a forma que estabelecemos nossa mensagem é igualmente importante.

Acredito que hoje, principalmente por conta da era da tecnologia e do uso contínuo das redes sociais, as pessoas se permitem extravasar em opiniões, sentimentos e expressões, que muitas vezes são interpretadas como exagero. De qualquer forma, as marcas não podem se manter inertes ou omissas quando perguntadas sobre determinados temas, ou até mesmo polêmicas, mas também não é saudável para a imagem institucional que “comprem brigas” ou alimentem ainda mais a polarização, da qual não sou adepta e nem acredito trazer soluções para a sociedade.

E então, o que fazer? A via de mão dupla na comunicação serve para ouvir mais, ter mais empatia e tentar entender o que o outro quer dizer, ou quais são suas principais necessidades. Hoje, todos temos – ou deveríamos ter – nossa voz, nosso lugar de fala e acredito que, ainda que não a passos largos, caminhamos para um futuro com mais igualdade.

É possível ver muitas mudanças inclusive em diversas campanhas que trazem a representatividade e a inclusão como protagonistas. Um lindo e recente exemplo é do comercial produzido pela AlmapBBDO para O Boticário, que conta a história de um garotinho com deficiência auditiva convidado pela professora a participar do coral natalino da escola. Ele participa da apresentação através da Linguagem Brasileira de Sinais e emociona sua família e todos os espectadores. Você pode conferir o vídeo inteiro aqui. Essa e outras campanhas, de diversos segmentos, são importantes para refletirmos que o mundo, enfim, está mudando e aquela ideia “de comercial de margarina” talvez não seja suficiente para representar nossa sociedade ou a realidade do nosso País.

Claro, nem tudo são flores! A internet, responsável por dar voz ao púbico e democratizar o acesso à informação, pode também trazer algumas incertezas e certo ruído. E sem contar o imediatismo que praticamente todos nós esperamos que as redes sociais nos tragam. Um claro exemplo disso é que qualquer empresa com o setor de ouvidoria, e até mesmo espaço em sites como o Reclame Aqui, demandam certo tempo para responderem aos consumidores, ao passo que, nas redes sociais, tudo precisa ser resolvido em tempo recorde, com o intuito de minimizar os prejuízos ou crises de imagem.

Como mensagem principal após esse ano tão intenso, para nós, profissionais da comunicação, consumidores e público em geral, deixo o sentimento de compreensão, mais importante do que nunca, ao lado da empatia, do “vamos aprender juntos” a como fazer um mundo melhor e vamos também esperar por um cenário diferente, onde a mudança seja sempre bem-vinda e traga apenas coisas boas. É possível estar otimista diante de tudo que aconteceu e esperar um 2019 de muitas conquistas!

Reportar

Updater

Escrito por Camila Leoni Nascimento

é Diretora Geral da LB Comunica e Doutora, especialista em marketing, pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.

Anos de UoD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Gostou do post?

81 points
Upvote Downvote