Facebook compartilha dados com acadêmicos para pesquisa sobre a rede e as eleições  

Mais de 60 pesquisadores de 30 instituições terão acesso a dados de usuários do Facebook para estudar seu impacto nas eleições e na democracia global, e como isso é usado por anunciantes e editores.

nota do blog oficial

Em um post no blog oficial, o Facebook cita que utilizará de várias técnicas estatísticas para garantir que o conjunto de dados não seja usado para identificar indivíduos. Os pesquisadores só poderão acessá-lo por meio de um portal seguro que usa uma autenticação VPN e de dois fatores, e haverá limites para o número de consultas que cada um pode executar.

A rede social também quer deixar claro que não escolheu os pesquisadores. Eles foram escolhidos pelo Social Science Research Council, uma organização sem fins lucrativos dos EUA. Segundo o anúncio da pesquisa, a empresa trabalha neste projeto há mais de um ano, e que vai equilibrar os interesses de pesquisa com a privacidade e a confidencialidade do usuário.

A gigante do Zuckerberg está empenhada em melhorar sua reputação após meses de escândalos sobre privacidade de dados, segurança e seu papel na democracia. Caso a pesquisa for um sucesso, deverá ser o primeiro passo para um debate saudável sobre privacidade e redes sociais para o presente e futuro.

Default image
Julio Moraes
Julio Moraes é empresário e atua na área de estratégia e planejamento em Marketing & Digital há mais de 16 anos e conta com trabalhos em mais de 20 empresas nacionais e internacionais. Atualmente vivendo e trabalhando em Los Angeles e com trabalhos ganhadores do EMMY® - The Television Academy e indicados ao HFPA® Golden Globes.
Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh