in

Say hello to my little Dracarys!

A (des)construção da personagem

O último episódio de GOT dividiu muitas opiniões e muitos corações.

Tem gente que amou.

Tem gente que odiou.

Eu achei FODA PRA CARALHO (pardon my french)

Foi a “revelação” da verdadeira Khalessi, ou melhor, da verdadeira Targaryen, uma das melhores construções/desconstruções de um personagem nessa maravilhosa saga de 8 temporadas e eu explico o por quê:

Desde a primeira temporada os personagens questionam a bondade e a sanidade dos nascidos do fogo e sangue, tanto que o famoso ditado percorre a boca de muitos personagens:

“Sempre que um novo Targaryen nasce os deuses atiram uma moeda ao ar e o mundo segura a respiração para ver de que lado cairá.”

E essa dualidade é questionada em todos os acontecimentos que envolvem a personagem:

Quando Daenerys ordena a sacerdotisa a realizar um feitiço de sangue para salvar seu amado Khal Drogo;

Quando ela invade Meereen e crucifica os mestres malvadões, apesar de seu sábio conselheiro Sor Barristan lhe aconselhar a ser misericordiosa;

Quando os Dothraki a ameaçam e ela incendeia a barraca e sai triunfante em meio as chamas;

E o episódio 5.

Veja se você concorda comigo, em todos os momentos (menos o último) que citei acima, o motivo dela ter feito o que fez foi bondoso, foi por amor ou por justiça, porém, em todos eles o resultado foi: MORTE.

Não sobrou um mano para contar a história.

E depois do último episódio não sobrou mesmo.

Refletindo sobre isso, faço aqui um paralelo:

Seria a Khalessi a nova Walter White, o William Foster de “Um dia de fúria”, o próprio Coringa, príncipe do crime?

Eram pessoas boas, mas “basta um dia ruim para reduzir o mais são dos homens(ou rainhas) a um lunático.”

Eu saúdo os responsáveis por essa obra prima e me curvo perante a rainha louca !

Abaixo uma das melhores coisas da internet: montagens!

Bosslogic é um puta artista digital, segue lá!

Reportar

Expert

Escrito por Daniel Fukuda

"Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador." - Clarice Linspector

Faço dessas palavras sábias minhas, meu desejo é compartilhar o que percebo do mundo, sempre com humor(apesar desse texto não ser nem um pouco engraçado) e paradas legais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Gostou do post?

87 points
Upvote Downvote