in ,

Burguer King recruta atores de campanha do Banco do Brasil vetada por Bolsonaro

Empresa busca criar ação com base no material levantado.

No final do mês passado uma notícia um tanto quanto inusitada circulou pelas redes sociais: A pedido do próprio presidente Bolsonaro, uma campanha publicitária do Banco do Brasil, que tinha como público-alvo pessoas jovens e divulgava o serviço de abertura de conta corrente via o aplicativo do banco, foi vetada e retirada do ar. Em seguida, o diretor de Comunicação e Marketing do banco, Delano Valentim, foi demitido. A campanha, que contou com atores brancos e negros e exaltou a representação da diversidade racial e sexual, foi criada pela agência WMcCann teve produção da Yourmama, direção de cena de Cassu e trilha da Jamute. Confira abaixo:

A peça de 30 segundos foi divulgada comerciais veiculados na TV e na internet.

Marketing de oportunidade
Após o veto, claro, a campanha viralizou pelas redes sociais. E nessa polêmica, a rede de fast-food Burguer King enxergou uma oportunidade: utilizar a campanha como meio de exaltar o posicionamento (já consolidado) de apoio a comunidade LGBT+. Na primeira semana do mês de Maio, a empresa lançou uma campanha por meio de suas redes sociais recrutando todos os atores que participaram do comercial do Banco do Brasil, visando criar uma nova peça que seguisse a ideia do original.

Divulgação via Stories do Instagram da empresa.
Vídeo divulgado no Youtube da empresa.

Em decorrência ao posicionamento da empresa, a hashtag #boicoteaoburguerking foi uma das mais usadas durante a semana em questão, tanto por apoiadores do governo quanto por pessoas que manifestaram apoio ao Burguer King, em tom irônico. A repercussão foi tão grande que o próprio presidente (que contando com a campanha do Banco do Brasil, já solicitou a retirada de 4 peças de comunicação por discordar do seu conteúdo) se posicionou a respeito, dizendo que as empresas privadas estão fora da alçada do governo em questões relacionadas.

Tweet de Bolsonaro sobre a campanha do Burguer King.

“No Burger King, todo mundo é bem-vindo. Sempre”
O Burguer King utiliza o posicionamento acima a algum tempo, e historicamente já soltou ao ar diversas campanhas de comunicação e ações voltadas ao público LGBT+. Criativamente, o chefe global de marketing do Burger King, Fernando Machado, já disse que ‘o risco é fazer algo e ninguém perceber’. Ou seja, o posicionamento da rede de fast-foods é claro e direto ao envolver questões políticas em seu discurso. Após a campanha, Fernando disse que receberam um grande volume de material (no formato de textos, vídeos e links)  por parte do elenco e ainda outras pessoas que se solidarizaram a campanha, e que ainda estão avaliando como melhor utilizar todo esse conteúdo.
Entre as ações já realizadas pela empresa, vale destacar o apoio de alguns anos de apoio à Parada LGBT+ de São Paulo (que conta, entre outras coisas, com a distribuições das tradicionais coroas da rede com as cores do arco-íris) e a campanha do video-case veiculada em 2014 “Proud Whopper”, mostrando a reação de diversos consumidores ao receberem um hambúrguer especial com esse mesmo nome (“Orgulho Whopper”, fazendo referência ao termo orgulho gay), cuja embalagem possuía as cores do arco-íris e, quando aberta, continha a mensagem “Somos todos iguais por dentro”. O hambúrguer com essa embalagem foi vendido em diversas unidades Estados-Unidos afora, e foi um sucesso em relação ao buzz gerado na época.

Campanha foi feita pela agência Ogilvy.

Ao criar uma campanha de forma orgânica, que reitera um posicionamento contínuo que a empresa vem tomando a alguns anos, a oportunidade apresentada foi muito bem incorporada aos valores do Burguer King. A repercussão (tanto negativa quanto positiva) foi notável, e conseguiu fixar ainda mais alguns valores da empresa. Nesse tipo de campanha , o objetivo não é a venda propriamente dita. Esse tipo de  iniciativa visa trazer amor à marca, consequentemente (para o público em questão) elas acabam vindo ao restaurante e passam a ser ‘guardiãs’ da marca. Em um contexto tão polarizado quanto o atual cenário brasileiro, marcas adotam posturas mais diretas tendem a causar um impacto maior.

Reportar

Expert

Escrito por Estevan Sanches

Publicitário, movido por tentar compreender as diferentes relações sociais que movem o nosso mundo. Membro no conselho do Centro Acadêmico 4 de Dezembro da ESPM.

Anos de UoDContent Author100 Posts Mr. Postman!

Gostou do post?

38 points
Upvote Downvote

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0