in ,

Figma, a pequena-gigante alternativa ao Adobe

É como um photoshop de navegador, mas não tanto limitado quanto pensa

Já se contabiliza três anos que Dylan Field, de 23 anos, lançou a ferramenta de design Figma, na tentativa de enfrentar a Adobe, uma gigante no campo dos softwares de design. O software possui sua funcionalidade baseada em navegador, economia de nuvem e colaboração em equipe, dois recursos que lhe dão uma vantagem sobre a linha Creative Cloud da Adobe.

A empresa lançou com US$ 14 milhões em financiamento e surgiu como uma alternativa ao controle monopolista da Adobe sobre o campo do software de design. Embora, compreensivelmente, não tenha atingido o tamanho ou alcance da Adobe em seus três anos de operação.

Quando a empresa foi lançada, Field argumentou que a Adobe “não entende colaboração” e que “o design está passando por uma mudança monumental”. Ele não esta errado, depois da última notícia da Adobe sobre – potencialmente – processar usuários se continuarem usando versões antigas reforçam a entrevista ao TechCrunch de anos atrás.

A ideia de uma ferramenta de colaboração integrada surgiu depois que Field começou a usar o Google Docs, ele percebeu que o campo do design não tinha uma característica semelhante.

Reportar

Hero

Escrito por Julio Moraes

Julio Moraes é empresário e atua na área de estratégia e planejamento em Marketing & Digital há mais de 16 anos e conta com trabalhos em mais de 20 empresas nacionais e internacionais. Atualmente vivendo e trabalhando em Los Angeles e com trabalhos ganhadores do EMMY® - The Television Academy e indicados ao HFPA® Golden Globes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Gostou do post?

115 points
Upvote Downvote