in

Leia o Relatório Anual de Tendências da Internet da Mary Meeker

Mary Meeker divulgou seu Relatório Anual de Tendências da Internet – os dados mais respeitados do Silicon Valley

A sócia geral da firma de capital de risco, Bond Capital, compartilhou um slideshow rápido de 333 páginas, na Code Conference 2019, que remete a todas as tendências importantes da Internet do ano passado, e aguardávamos com expectativa o que essas tendências teria para nos dizer – e o que esperar no próximo ano.

A “Rainha da Internet” e ex-sócia da Kleiner Perkins Caufield & Byers abordou desde a aceleração do investimento em publicidade na Internet nos EUA, até o crescimento dos serviços de entrega digital na América Latina.

Mas 333 páginas pode ser consumir um pouco de tempo. Então a Recode retirou algumas das tendências significativas e mais interessantes no relatório de Meeker, e destaco logo abaixo.

Destaques do Relatório Anual de Tendências da Internet

  • Cerca de 51 por cento do planeta – 3,8 bilhões de pessoas – foram usuários de internet no ano passado, acima dos 49 por cento (3,6 bilhões) em 2017
  • Desde a semana passada, sete entre as 10 empresas mais valiosas do mundo por capitalização de mercado são empresas de tecnologia, com apenas a Berkshire Hathaway, a Visa e a Johnson & Johnson participantes como empresas não-tecnológicas.
  • O comércio eletrônico é agora equivale a 15% das vendas no varejo. Seu crescimento desacelerou – alta de 12,4% no primeiro trimestre em comparação com o ano anterior -, mas continua crescendo em relação ao varejo regular, que foi de apenas 2% no primeiro trimestre.
  • Os gastos com publicidade na Internet aceleraram nos EUA, 22% em 2018. A maior parte dos gastos ainda está no Google e no Facebook, mas empresas como a Amazon e o Twitter estão ganhando uma participação crescente.
  • Custos de aquisição de clientes – os gastos de marketing necessários para atrair cada novo cliente – estão subindo.
  • Os americanos estão gastando mais tempo com a mídia digital como nunca: 6,3 horas por dia em 2018, 7% a mais que no ano anterior. A maior parte desse crescimento é proveniente de dispositivos móveis e outros dispositivos conectados, enquanto o tempo gasto em computadores diminui.
  • A inovação em empresas de tecnologia fora dos EUA permaneceu robusta. As áreas populares incluem entregas e pagamentos.
  • As imagens são, cada vez mais, o meio pelo qual as pessoas se comunicam, à medida que os desenvolvimentos tecnológicos, como o wifi mais rápido e as melhores câmeras de telefone, estimulam esse “surto” na captação de imagens.
  • O número de gamers interativos em todo o mundo cresceu 6% para 2,4 bilhões de pessoas no ano passado, com jogos interativos como o Fortnite se tornando a nova mídia social para certos grupos de pessoas.
  • Livrar-se de conteúdo problemático online se tornou mais difícil em grande escala, e a própria natureza da comunicação na internet permite que o conteúdo seja ampliado muito mais do que antes.
  • Das 25 empresas de tecnologia mais valiosas, 60% foram fundadas por imigrantes de primeira ou segunda geração, no US.
  • Os cuidados de saúde estão cada vez mais digitalizados. Prevemos mais consultas de telemedicina (digital) e on demand.

Leia mais detalhes de cada ponto e mais novas informações no relatório completo clicando aqui.

Reportar

Hero

Escrito por Julio Moraes

Julio Moraes é empresário e atua na área de estratégia e planejamento em Marketing & Digital há mais de 16 anos e conta com trabalhos em mais de 20 empresas nacionais e internacionais. Atualmente vivendo e trabalhando em Los Angeles e com trabalhos ganhadores do EMMY® - The Television Academy e indicados ao HFPA® Golden Globes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Gostou do post?

137 points
Upvote Downvote