in ,

Menos fumantes nas produções originais da Netflix

Respondendo à críticas, serviço de streaming avisa que vai fazer personagens abandonarem os cigarros

Depois de pressionada por um grupo anti-tabagismo, a Netflix anunciou que as próximas temporadas de suas produções originais voltadas ao público jovem (com indicações etárias abaixo dos 14 anos) não vão mais exibir personagens fumantes ou que usem cigarros eletrônicos. A exceção só será aberta em situações onde o valor histórico ou a precisão factual forem primordiais – como em uma biografia, por exemplo.

A decisão chega poucos dias depois da Truth Initiative ter denunciado em um relatório o aumento das cenas do seriado Stranger Things que envolvem o consumo de tabaco: foram exibidas 262 cenas de fumantes, mais do que as 182 cenas contabilizadas na 1a temporada do seriado.

“Apoiamos fortemente a expressão artística, mas também reconhecemos que fumar é nocivo à saúde e que, quando mostrado sob uma ótica positiva nas telas de TV, pode causar uma influência prejudicial à audiência mais jovem”

Comunicado oficial da Netflix sobre o caso

Ainda segundo a Truth Initiative, outros seriados originais da Netflix, especialmente os voltados ao público entre 15 e 24 anos, também teriam aumentado a incidência de cenas com fumantes: é o caso de Unbreakable Kimmy Schmidt (que passou de 9 cenas com cigarros para 292 entre a 2a e a 3a temporada); e Orange is the New Black (que saiu de 45 cenas com cigarro para 233 entre a 4a e a 5a temporada).

A Netflix foi rápida no gatilho ao se posicionar, se destacando frente à outras empresas que também foram criticadas pela iniciativa anti-tabaco, que também um aumento dos personagens que aparecem fumando em seriados originais da Amazon Prime (como The Marvelous Mrs. Maisel) e da Hulu (como Gap Year).

Reportar

Mentor

Escrito por Jacqueline Lafloufa

Jornalista freelancer há 10+ anos, já escreveu e editou para grandes publicações brasileiras (Galileu, UOL, B9, Tecnoblog). Também transforma suas pesquisas jornalísticas em apresentações públicas – como palestras, oficinas e debates. Eventualmente atua como ghostwriter, com experiência em produção de conteúdo. Em oportunidades especiais, faz tradução literária do inglês para o português. É pós-graduada em comunicação digital (USP) e jornalismo científico (Unicamp), e bacharel em estudos literários.

Content Author100 Posts Mr. Postman!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Gostou do post?

51 points
Upvote Downvote