Comportamento Propaganda

Barbie Astronauta sugere nas entrelinhas necessidade de mais mulheres no Espaço

O problema com a representatividade é claro: fica difícil imaginar poder ser algo que você nunca viu. O tema foi foco de campanhas finalistas de Cannes neste ano e também é um dos pilares do projeto Dream Gap da Mattel, fabricante da boneca Barbie, que em parceria com a Agência Espacial Europeia está lançando a sua Barbie Astronauta.

Criada à imagem e semelhança da astronauta italiana Samantha Cristoforetti, única astronauta mulher na ativa no continente europeu, a Barbie Astronauta faz parte de um comprometimento da Mattel de produzir ao menos 10 Barbies inspiradas em mulheres-modelo da vida real, que possam empoderar as meninas a seguirem carreira em áreas com baixa representatividade feminina.

Para se ter uma ideia, existem apenas 15% de astronautas mulheres na ativa no mundo – e nenhuma delas pisou na lua (ainda). Certamente não é uma coincidência que a chegada da Barbie Astronauta aconteça na esteira do aniversário de 15 anos do pouso da Apollo 11, que levou o homem à lua pela primeira vez.

“Estamos nos reconectando com a sociedade. Mudamos várias coisas – começamos com a diversidade de corpos, e agora nosso trabalho de criar Barbies que possam ser modelos a seguir [pelas meninas] está ajudando a mudar a percepção da marca. A parceria com a Agência Espacial Europeia é um bom jeito de fazer as pessoas entenderem que a Barbie é uma boneca que pode ajudar várias crianças”

Isabel Ferrer, diretora de marketing da Barbie na Europa

Leave a Comment

Ad Blocker Detected!

Refresh