Design

Museu de pôsteres abre as portas em New York

NY ganhou mais um museu!

A Poster House, localizada na West 23rd Street, em Chelsea, Manhattan, apresenta três espaços de exposição, exibições interativas em seus corredores e uma área para crianças. O novo endereço abriu as portas com uma coleção permanente de sete mil pôsteres históricos coletados em todo o mundo, além de mil cartazes contemporâneos que entrarão em cartaz em futuras exposições.

No evento de abertura, a diretora, Julia Knight, anunciou que a agenda da museu será global e diversificada, com obras para além do Ocidente. A programação para os próximos cinco anos inclui exposições de pôsteres de filmes pintados à mão vindos de Gana, pôsteres chineses históricos e pôsteres turcos dos anos 70.

Um calendário diretamente relacionado aos acontecimentos políticos dos EUA também está nos planos – em outubro, por exemplo, em antecipação à temporada eleitoral, o museu terá uma mostra de pôsteres dedicada à Marcha Feminina de 2017. A apresentação também tem como objetivo incentivar os visitantes a participarem das eleições. 

Mas para as exposições inaugurais, a Poster House escolheu mostras para “agradar multidões”, como a “Alphonse Mucha: Art Noveau/Novelle Femme”, que se estende por duas das galerias do museu. O material é a primeira grande pesquisa de Mucha, um dos mais famosos designers de pôsteres da história, desde 1921, quando o Brooklyn Museum exibiu uma seleção de seus pôsteres. Mucha, um pintor checo, ilustrador e artista gráfico, tornou-se sinónimo de Art Nouveau durante os anos 1890 em Paris. 

Já a segunda exposição em cartaz, exibida em uma sala menor, mostra o trabalho do grupo de design gráfico alemão, Cyan. Reunidos logo após a queda do Muro de Berlim, em 1989, os membros do grupo ainda eram influenciados pela ideologia comunista do Bloco de Leste e, portanto, fugiam do mundo da publicidade comercial. O grupo foi seletivo em sua escolha de clientes, concentrando-se principalmente em exposições publicitárias, performances e instituições culturais. Por isso a maioria dos cartazes em exibição foi criada para promover os programas e exposições da Bauhaus em Dessau e Berlim Oriental.

Por fim, a diretora do museu reforçou que não existem tantos locais dedicados aos pôsteres ao redor do mundo – o maior museu do tipo fica na Polônia. “Muitos museus têm coleções de pôsteres, mas as usam como material suplementar, não olham para os cartazes em primeiro lugar. Achamos que é importante fazer isso porque é a visão de baixo para cima da história, em oposição à arte de fantasia de alto escalão, de cima para baixo“, conclui. 

Mais um spot especial para a usa listinha (para conhecer outras dicas, dá uma olhada no destaque fixo em nosso Instagaram/Stories: #NYupdates e fique de olho em nossa série especial em parceria com a Samsung).


oferecimento

Posts Relacionados

Ele cria imagens quebrando vidro. Controladamente.

Wagner Brenner

As colagens irretocáveis de Shusaku Takaoka

Andresa Scucuglia

Grafite Virtual?

Thiago Toshio Ogusko

É Arlequina que a gente quer?

Gustavo Giglio

Assustadoras artes conceituais de Homem-Aranha: Longe de Casa

Gustavo Giglio

Mulheres hiper-realistas by Omar Ortiz

Caio Fischer

Comente

Ad Blocker Detected!

Refresh