Por dentro do cérebro (e das ações da fundação) de Bill

Imagine que você quer falar de um tema que pouca gente quer ouvir. Sei lá, a importância de vacinar a população contra poliomielite, ou de repente criar novas formas de garantir segurança sanitária para locais que não contam com tratamento de esgoto, evitando doenças que são razoavelmente fáceis de prevenir. Um tema um pouco árido, né?

Talvez fique menos árido se você prometer, ao invés de falar só sobre isso, também contar um pouco da vida de um dos maiores nomes da computação pessoal ainda vivo: Bill Gates.

O Código Bill Gates | Trailer oficial | Netflix

Com detalhes e sem filtros, este documentário em três partes é um retrato da vida de Bill Gates e de sua busca por soluções para alguns dos problemas mais complexos do planeta. Direção do vencedor do Oscar Davis Guggenheim (Uma Verdade Inconveniente, Malala).

Apresentada como uma proposta de “biografia” do fundador da Microsoft – afinal, se chama Inside Bill’s Brain (O Código de Bill) – a série é inteligente em mesclar os temas áridos e complexos (e, em alguns casos, ainda não tão bem sucedidos quanto o sistema operacional Windows) e um pouco da história de Gates.

Para um documentário, é bastante longo: são três episódios de cerca de 1h cada um. Para uma biografia, foi insuficiente: os episódios são bastante ocupados pelas explicações detalhadas sobre as iniciativas que Bill Gates se envolveu depois de deixar seus cargos executivos na Microsoft e co-assumir a direção da fundação Bill e Melinda Gates.

Olhando a trama dos episódios como um todo, o narrador e diretor Davis Guggenheim dá bastante ênfase às mulheres da vida de Bill – além de um ode a Melinda, tanto a mãe quanto as irmãs de Bill ganham também um relevante tempo de tela. Um certo sarcasmo e arrogância ainda são perceptíveis em algumas posturas de Bill Gates, que é levado a admitir, em diversos pontos da narrativa, que com o tempo “amoleceu“. “Ainda bem [que amoleci]”, diz em tom comemorativo um Bill Gates da terceira idade, já avaliando sua vida de certa forma pelo retrovisor, enquanto corre o quanto pode para seguir realizando mais e mais.

É uma narrativa interessante, até pelo que conquista em termos de comunicação: não devassa a vida de Bill Gates como uma biografia faria, enquanto traz publicidade para as iniciativas da fundação Bill e Melinda Gates e conscientiza o público sobre algumas das questões “realmente importantes”, na visão do bilionário e filantropo Bill Gates, que ainda temos para resolver hoje em dia.

Default image
Jacqueline Lafloufa
Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh