Bióloga batiza aranhas em homenagem à músicos do heavy metal

A brasileira Cristina Rheims é bióloga e fã de heavy metal. Parte da equipe do Instituto Butantan, em São Paulo, descobriu recentemente quatro novas espécies de aranhas naturais da região Sudeste do país e, na hora de batizá-las, resolveu homenagear seus ídolos.

As espécies Extraordinarius andrematosi, Extraordinarius brucedickinsoni, Extraordinarius klausmeinei e Extraordinarius rickalleni têm nomes que fazem referências diretas a André Matos, do Angra, Bruce Dickinson, do Iron Maiden, Klaus Meine, do Scorpions, e Rick Allen, do Def Leppard. Descobertas em matas de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo, as aranhas passaram pelo processo de taxonomia – que envolve a descrição, identificação e classificação das espécies – no último mês de setembro. Meine, do Scorpions, foi o primeiro a se pronunciar a respeito da homenagem. A banda divulgou a notícia em suas redes sociais e o vocalista pediu um certificado para enquadrar na parede da sua casa – solicitação que foi prontamente atendida pela bióloga.

Cristina Rheims é pesquisadora, PhD em zoologia e já descobriu cerca de 245 espécies de aranhas. Segundo Rheims, o batismo é regido por um código internacional de nomenclatura zoológica que traz uma série de regras, entre elas, que seja binomial, isto é, com um nome para o gênero e outro para a espécie. Ou seja, as quatro “novas” aranhas trazem “Extraordinarius” no nome porque este é o gênero delas. Todas ainda pertecem à família Sparassidae. 

Default image
Gustavo Giglio
Updater, sócio do UoD, diretor de marketing/novos negócios.
Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh