A História do “beep-beep” do Papa-Léguas + Beep Prepared (1961)

O Café Cartoon de hoje (5 minutinhos de desintoxicação de internet e trampo com um bom desenho animado) é com “Beep Prepared” (1961), do Coiote  e o Papa-Léguas (Willie Coyote and Road Runner). O único da série a ser indicado a um Oscar. Uma aula de expressões e timming, como sempre.

E como todo bom café tem um mimo no pires, o post também tem.

O famoso som “beep-beep” (a única arma utilizada pelo Papa-Léguas contra o Coiote) foi inspirado em Paul Julian, o artista que fazia os backgrounds dos desenhos e que andava pelos corredores da Warner Bros fazendo “beep-beep” porque sempre carregava uma pilha enorme de pinturas e não conseguia ver muito bem para onde ia. Assustava todo mundo.

Abaixo, uma relíquia. Essa senhora, a Dona Martha Goldman Sigall (88 de idade, 54 de animação),  trabalhou no Termite Terrace, Leon Schlesinger’s Studios em 1949, quando o Road Runner foi criado. Ela conta pra você em 4 minutos como foi.

A História do “beep-beep” do Papa-Léguas

Default image
Wagner Brenner

5 Comments

  1. Pô, faltam os seus né Lusa…

  2. Wagnão, este post e o outro, do Penny Lane… pure magic ! Mais ! Mais !

  3. Maravilhoso, precisava disso!

Leave a Reply

Ad Blocker Detected!

Refresh