Pensei diversas vezes em como começar este texto, e sempre relembrando de como foi meu primeiro post do ano passado, perguntando para todos “Pra que a pressa?“, e hoje tento compartilhar um “acalme a mente”.

Numericamente falando o ano se foi, mas os desafios, assim como a humanidade passou tantos outros, ainda fica. Mas com boa ciência, organização e sorte, entramos na fase (longa) final do que está lá fora. 

O ficar em casa nos criou o “eterno novo dia”, aquele que fazemos tudo igual, mas acompanhamos vários acontecimentos novos e que ajudaram ou atrapalharam a humanidade a darem o próximo passo evolutivo… Mas tudo ali, na frente de uma tela azul brilhante que, quando desligada, mostrava o final de mais um dia, e o novo amanhã da mesma maneira fisicamente, mas um desafio mental e emocional para todos nós.

Ainda não é o momento de refletir ou esperar que aprendemos algo com o ano que passou, até pelo fato claro de que o problema não foi o ano, mas sim como nós, como sociedade única, tratou esse ano, destratando ou não ao nosso próximo. Como ainda sinto que estamos neste processo quero hoje conversar com você sobre cuidar de si, da sua mente, e das suas forças para continuar na luta mais longa de grande parte dos adultos desta geração. Respira fundo e lentamente por alguns segundos, e vem comigo:

Aceita um copo de café, ou chá?

Esta pode ser sua xícara meditativa pessoal. Gosto de observar o calor e o sabor no primeiro gole – prestar atenção ao gosto e quanto tempo faz desde que senti aquele gosto no paladar. Quando fizer isto, perceba como o calor em seu estômago o faz sentir. E lembre-se tome seu tempo. Faça esta ação fora das telinhas, olhando pela janela ou ouvindo algo que costa. Perceba como as coisas são simples e silenciosas quando é só você, uma cadeira e uma xícara de café quente.

Tenha mais carinho com seus olhos.

A internet pode ser um lugar cheio de gatilhos que podem irritar, mas também pode fornecer algumas das distrações mais eloquentes e agradáveis em porções pequenas. Existem muitas opções para você navegar e descobrir, evite buscar deleite visual em rede social alheia – nunca faz bem, uma das minhas favoritas é o subreddit r/oddlysatisfying. Se não for o que gosta, sem problemas, só busque conteúdos leves, e que honestamente vai agradar seus olhos e te fazer sentir bem.

Converse com alguém sobre algo diferente de política.

Este será realmente difícil por esses meses, mas você pode conseguir. Busque grupos de interesses já confirmados ou navegue por novos, um clube de livro, de cinema, de séries, de canais de streaming. Ou até mesmo relembrar duas décadas de anos 2000 e como mudamos tanto de lá para cá. Lembre-se de bons momentos e permita-se sonhar com planos futuros em um mundo que precisou aprender a andar em conjunto para continuar coexistindo. Dica de ouro, entra aqui no Update or Die que – prometo – terá sempre algo diferente para te ajudar a gerar uma conversa ou outra diferente no seu dia a dia.

São dicas pequenas, mas gigantes quando aplicadas em nosso dia a dia, se tiver mais, manda nos comentários. Hoje é mais um novo dia, em um novo ano, mas ainda precisamos nos cuidar como demais, e continuar evoluindo e crescendo no meio de toda a adversidade, sem perder nossa lucidez e energia própria. Cuide de ti, e vai encontrar forças para cuidar de todos que mais ama e estão ao seu redor, seja fisicamente ou não.

Comece bem o ano, e espero que possamos trazer um sentimento genuíno de compaixão, empatia e compreensão mútua no futuro, e manter um forte senso de consciência quando fazemos coisas para cuidar de nós mesmos.

Um abraço forte.

Julio Moraes

Julio Moraes é executivo da área de estratégia e criativo em marketing, digital e entretenimento há mais de 17 anos, tem na bagagem trabalhos em mais de 20 empresas nacionais e internacionais de diversas áreas. E hoje, vive e trabalha em Los Angeles, como Executive Creative Director, e leva na mochila prêmios como Critic's Choice Awards, EMMY® e OSCARS®, além de indicados ao Golden Globes® e BAFTAS®.