O digital não pode mais ser pensado como algo separado do analógico. Da mesma forma em que hoje é impossível pensar em criatividade sem tecnologia. Por isso é fundamental que as marcas encontrem o melhor modelo possível para integrar suas iniciativas de tecnologia com o pensamento de marketing e vendas. Mas qual é a receita ideal? Como fazer essa integração acontecer de verdade? 

Foi sobre isso a minha conversa com o Ariel Grunkraut, Chief Marketing & Technology Officer do Burger King Brasil, que contou no podcast 22000 pés, sobre como funciona na prática o seu cargo de líder de marketing e tecnologia de uma das maiores redes de fast food do país. Hoje ele lidera, além do time de marketing, uma equipe de mais de 120 profissionais de tecnologia, em um formato extremamente inovador de estrutura organizacional. 

Você pode ouvir mais do nosso papo no 22000 pés, no player no alto deste post. 

Quando o assunto é alimentação, a tecnologia assumiu um grande protagonismo na vida das pessoas por conta da pandemia, De apps de delivery, passando por conteúdos de receitas até os terminais de autoatendimento em restaurantes, tudo se digitalizou. E as empresas que se anteciparam a isso, investindo em tecnologia e experiência do usuário, conseguiram alavancar seus negócios e o aumentar o uso de seus canais digitais de forma muito relevante. Para se ter uma ideia, o próprio Burger King Brasil teve, em algumas oportunidades, seu app acessado por mais usuários do que o aplicativo de relacionamento Tinder no país. Hoje, cerca de 30% de todas as compras do BK são feitas através de canais digitais. 

O modelo do Burger King de integrar marketing com tecnologia em um único líder no C-level não é completamente novo, mas segue sendo ousado e inovador. Conforme o próprio Ariel reforçou na nossa conversa, existem diversas formas de promover essa integração e não necessariamente significa unir as funções dentro da mesma chefia. Mas enquanto a área de tecnologia estiver olhando só para infraestrutura dentro das empresas e o marketing seguir pensando em formato de campanhas, essa integração ficará longe de acontecer

e, finalmente, contribuir para a tão sonhada jornada de transformação digital que todo o CEO sonha em realizar.

Comente

Posts Similares