globo


Um dia após o maior apagão da história das redes sociais (foram 7 horas sem Facebook, Instagram, além do serviço de mensagens WhatsApp) que trouxe ainda mais à tona a preocupação com um ataque hacker e o possível vazamento de dados por falhas na segurança do sistema, foi apresentada, paradoxalmente, uma nova criptomoeda resistente a quantum, o Crown Sovereign (CSOV), listado no FMFW exchange.​

O ​extenso​ trabalho de desenvolvimento que culminou na listagem desta criptomoeda pelo Bitcoin (FMFW​ – “Free the Money, Free the World​”), surgiu a partir de descobertas feitas por Robert Edward Grant (@robertedwardgrant), que descobriu em um padrão geométrico (icositetrágono)​, ​a capacidade de prever infinitamente os números primos​, nomeado​ “Roda dos Primos”​, ​que consequentemente​,​ torna vulnerável e obsoleto o atual sistema ​de ​criptografia usado como base da segurança digital dos nossos dados.

A partir ​disso, ​enormes esforços foram feitos para criar uma tecnologia que garantisse ​ao mundo a possibilidade de obter soberania​ e controle​ sobre os dados individuais e coletivos, desenvolvendo assim uma criptomoeda com base em criptografia “one-time pad” (chave de uso único), a primeira e única criptomoeda resistente à ataques quânticos do mundo, tornando-a a melhor criptografia existente.

​Num mundo onde os dados ​emergem como o ativo mais valioso d​a era digital​​, o CSOV serve como uma ferramenta que permitirá aos indivíduos, proteger, controlar e monetizar seus dados em uma era de grande vulnerabilidade e monopolização de tecnologias não regulamentadas. 

​Com o​​ avanço​ ininterrupto​ da tecnologia ​no caminh​o para ​o futuro da computação quântica​, p​​recisa​re​mos​​ mais do que nunca zelar pela segurança dos nossos dados e ​​apoiar iniciativas​ como essa (​Crown Sterling​)​, que criam espaço no mercado​ ​gerando novas oportunidades e ​que ​inv​istem ​em tecnologias que favorecem cada vez mais ​a nossa privacidade e ​a proteção de informações pessoais.

Comente

Você também deve gostar destes