Desconstruídos, transformadores e extremamente conectados. A Geração Z (galera nascida entre 1995 e 2010) cresceu e desenvolveu sua forma própria de consumo, mais consciente e que valoriza mais o acesso do que a posse. Alcançá-los, entendê-los e encantá-los é essencial para as marcas. Segundo dados de um estudo da Barkeys, só nos EUA a Geração Z sozinha tem um poder de compra estimado em US $143 bilhões e responde por quase 40% das compras do consumidor. As marcas não podem ignorá-los, principalmente em grandes eventos, como a Black Friday. 

Conhecidos por serem os primeiros nativos digitais, a Geração Z é altamente conectada. Dados da Kantar IBOPE Media indicam que 98% deles acessam a internet, passando em média 6h45 por dia navegando — 1h e 15 min a mais do que a média global.

Não surpreende que seja pelos smartphones (98%) o principal acesso a internet dessa geração e que as redes sociais sejam o conteúdo mais acessado. Por estarem sempre conectados, a Geração Z é exposta a uma grande quantidade de informação todos os dias. Conforme dados do relatório, para se destacar as marcas precisam marcar presença em múltiplos canais. Entre a Gen Z, 60% deles costumam seguir marcas nas redes sociais e 62% conversam com diversas pessoas sobre produtos e serviços.

Geração Z e a Black Friday

Foto de Anna Shvets no Pexels

Um dos maiores eventos varejistas do mundo, a Black Friday acontece tradicionalmente na última sexta-feira de novembro, data que se consolidou no Brasil e é esperada por muitos, inclusive os Gen Z. Além disso, a ocasião vem se estendendo a partir dos eventos pré e pós, como os “esquentas” Black Friday e a Cyber Monday. Assim, as empresas estão cada vez mais mais adeptas à data e oferecem diversos descontos e promoções, fazendo com que os consumidores sejam impactados por toneladas e toneladas de informações. 

Entre tantas opções, ofertas e anúncios, como fazer uma marca encantar essa geração? Aqui vão algumas dicas:

Escolha comunicações rápidas

É válido destacar que a Geração Z prefere rapidez na comunicação. Assim, o Kantar IBOPE Media indica que a estratégia de comunicação pode focar mais em publicações curtas e temporárias, como os Stories, e redes sociais mais imediatistas, como Instagram, Tik Tok e Twitter, pois essa geração tem usado essas redes muito mais do que a média da população. No estudo da StudentBeans, ao serem perguntados “de onde você tira ideias de compras para a Black Friday?”, a maioria dos entrevistados escolheram opções relacionadas a internet: Social media (63%), visitas ao site da marca (58%), e-mails marketing (43%), Pesquisas no Google (42%) e Recomendações de Influenciadores (27%).

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Construa o momento

Os dados da StudentBeans mostram que a grande maioria das pessoas da Geração Z (33%) começa a pesquisar por ofertas pelo menos uma semana antes do grande evento, e 26% começam pelo menos 2-3 semanas antes. Se sua marca for nova, comece antes, promovendo campanhas de reconhecimento e consideração, por exemplo, para gerar mais vendas na Black Friday. Independentemente do tamanho do negócio, certifique-se de que seus produtos sejam bem anunciados, para que a Gen Z veja antecipadamente.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Combo de feriados

A pesquisa da StudentBeans mostrou que a geração Z gosta de aproveitar as promoções de Black Friday para garantir os presentes do Natal, afinal as datas são relativamente próximas. Durante a Black Friday do ano passado, 71% dos Gen Z compraram para membros da família, 46% adquiriram algo para um amigo e 27% foram às compras para presentear um parceiro. Ter uma sessão no site especial para presentes ou conteúdos nas redes sociais indicando produtos presenteáveis pode ser uma excelente estratégia para conquistar esses clientes. 

Presentes personalizados em alta

Entre os que responderam que veem na Black Friday uma oportunidade para garantir presentes, os itens personalizados estão em alta em seu radar. Quando perguntados pela StudentBeans sobre quais itens eles preferem comprar para o Natal, o primeiro lugar ficou com artigos personalizados, com 73%, seguido de saúde e beleza (64%) e presentes sustentáveis (55%).

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Discurso e conteúdo alinhados

Para a CEO, Co-Founder of Kyndoo, Kelly McDonald, a Geração Z provou ser muito apaixonada pela responsabilidade social e autenticidade das empresas. “As marcas precisam ter muito cuidado com sua imagem, principalmente online, caso contrário, correm o risco de serem ‘canceladas’. Desde a contratação de celebridades controversas até a recusa em promover a diversidade, as marcas podem sofrer reações em questão de horas”, considera. Por outro lado, marcas que usam o marketing digital de forma estratégica têm a oportunidade de aumentar sua notoriedade, melhorar a imagem e gerar vendas. Conectar-se com criadores de conteúdo populares, entender os Challenges do momento e aproveitar aqueles que fazem conexão com seus produtos, construindo conteúdo a partir desses dados que vão de encontro ao interesse do seu público, pode ser o diferencial que a marca precisa para engajar a Geração Z. 

Sustentabilidade como prioridade

Uma outra característica citada pela StudentBeans e que é fundamental para definir esta geração é a sua mentalidade extremamente consciente sobre política, ética e meio ambiente, e como isso influencia seu poder de compra. Com a pandemia, essa preocupação só aumentou: 95% dos entrevistados dizem que é importante que uma marca se importe com a sustentabilidade e proteção ao meio ambiente e 44% da lista dos Gen Zs colocaram a sustentabilidade como prioridade máxima na escolha de compra. As marcas podem usar as redes sociais como ferramenta de destacar seus esforços sobre sustentabilidade e causas sociais, mas não podem esquecer que os Gen Zs valorizam autenticidade e transparência.

Entenda as diferenças

Se o seu público alvo é a Gen Z, é preciso atualizar suas estratégias. Dados apurados pela Hubspot mostram que eles são diferentes até mesmo na maneira de realizar pesquisas nos buscadores da internet. Segundo a pesquisa, essa é a geração que mais usa busca por palavras-chave Long Tail (expressões de busca que apresentam maior especificidade e maior quantidade de termos, normalmente escritas em forma de pergunta ou frase). Exemplo: Se eles querem saber sobre uma receita de macarrão com molho, não jogarão “receita macarrão” no Google, mas sim “Como fazer macarrão com molho vermelho”. A estratégia de SEO do seu site está adaptada para ranquear bem nesse tipo de pesquisa, sejam elas pagas ou orgânicas?

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Pense no Omnichannel

Ainda que estejamos falando da geração mais conectada da história, um dado interessante da pesquisa da StudentBeans é que 48% dos respondentes afirmam que escolhem o que vão comprar na Black Friday visitando lojas presencialmente. Quando perguntados sobre como preferem comprar durante o evento, a maioria (51%) afirma que prefere uma mistura dos dois: loja física e online. As marcas que oferecem opções interessantes, como retirada na loja e promoções exclusivas para cada canal, por exemplo, podem sair à frente na data.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Adriane Fernandes

Marketing de Performance. CEO da Karma, mentora e consultora de marketing digital.

Sugestões Nessa Categoria