Embora a maior parte do ano tenha sido de cinemas fechados por causa da pandemia da covid-19, a queda nos números de casos em todo o mundo permitiu uma retomada do setor e a reabertura de salas em diversos países. Com isso, todos os lançamentos que estavam pausados desde 2020 finalmente puderam estrear e tivemos uma avalanche de estreias ao longo dos últimos meses.

E assim, muita coisa boa chegou às telas ao mesmo tempo. Filmes que, em condições normais, estariam espalhados ao longo do ano se concentraram em um intervalo de poucos meses, dando a impressão de que tudo o que foi lançado é realmente incrível e imperdível. Adicione a isso a saudade de uma sala de cinema e um balde de pipoca e a sensação é de que cada ingresso comprado é a melhor coisa do mundo.

Por isso mesmo, definir quais foram os melhores filmes de 2021 não é tarefa fácil — ainda que necessária. Por isso, listamos aqui as melhores estreias do ano com base no ranking do Rotten Tomatoes para ajudá-lo a ir preparando sua lista de maratonas e, quem sabe, já pensando no Oscar de 2022.

10. O Esquadrão Suicida

Era óbvio que a nossa lista iria começar com filme de super-herói. E nada mais justo do que fazer isso com a redenção da DC com O Esquadrão Suicida. Depois de um primeiro filme bem ruinzinho, a Warner trouxe o diretor James Gunn para comandar essa reformulação na equipe e no próprio tom do roteiro.

Para isso, o filme trouxe de volta apenas personagens pontuais, como a Arlequina (Margot Robbie) e Rick Flag (Joel Kinnaman), e introduziu um novo rol de vilões para compor o time. Mas o grande charme mesmo é o modo como Gunn usa todos esses personagens para criar uma aventura com cara de gibi, completamente exagerada e insana, mas absurdamente divertida, engraçada e cheia de coração.

O Esquadrão Suicida está disponível na HBO Max e para compra e locação no Now, Oi Play, Looke, iTunes, Google Play e Microsoft Store.

9. Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis

Já do lado do outro lado da banca de revistas, também tivemos uma das maiores surpresas do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês). Ninguém esperava nada de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis justamente por ser um personagem desconhecido até para quem lê gibi, mas isso não impediu o estúdio de trazer uma aventura bastante divertida.

E o grande segredo do Mestre do Kung-Fu foi justamente o carisma. Com um protagonista divertido rodeado de aliados igualmente ótimos, acompanhar esse drama familiar foi uma das melhores coisas que os fãs que super-heróis tiveram em 2021. E nem mesmo a história sendo bem avulsa do restante do MCU atrapalhou nesse sentido.

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis está disponível no Disney+.

8. A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas

A Netflix também fez bonito em 2021, ainda que com algumas produções bem surpreendentes. Afinal, se você nunca ouviu falar de A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas, saiba que você não é o único — mas que essa é uma ótima deixa para você conferir essa divertida história.

Como o próprio título já deixa claro, a história é focada nessa rebelião das máquinas à la O Exterminador do Futuro, mas envolto por uma aura familiar muito mais carismática do que a de Sarah e John Connor. Isso porque o ataque dos robôs acontece justamente durante a última viagem de Katie com seus pais e irmãos antes de entrar na faculdade. Assim, como despedida, elas une forças com eles para salvar o mundo.

A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas é exclusivo da Netflix.

7. Raya e o Último Dragão

Outra animação que chamou a atenção em 2021 vem direto do Disney+. Raya e o Último Dragão é uma das produções que o estúdio apostou no formato híbrido, o que dividiu bastante opiniões do pessoal mais conservador. E se o formato de lançamento não foi consenso, a qualidade do longa é indiscutível.

O grande charme de Raya é que ele é uma evolução das histórias que vimos em Frozen e Moana, ou seja, com uma princesa protagonizando sua própria aventura e assumindo as rédeas de sua vida sem todos os clichês que sempre acompanharam o gênero. E a coisa aqui é tão disruptiva que nem cenas musicais ele traz.

Raya e o Último Dragão é exclusivo do Disney+.

6. Homem-Aranha: Sem Volta para Casa

Mais do que o ano da reabertura, 2021 é o ano do Homem-Aranha. Afinal, só se falou do herói ao longo dos últimos meses e sua chegada às telas mostrou que o hype era real e que toda essa espera valeu a pena. Mesmo com todos os rumores, teorias e vazamentos, o filme conseguiu empolgar, surpreender e emocionar muita gente. E só o fato de ele ser essa celebração à história do personagem nos cinemas já é motivo para ele estar entre os melhores do ano.

E a história é exatamente aquilo que você tanto viu nesse tempo todo: o Homem-Aranha decide apelar para magia para fazer o mundo esquecer de sua identidade secreta, só que isso acaba mexendo com o espaço-tempo e vilões de outras realidades acabam vindo parar dentro do MCU. Assim, o Amigão da Vizinhança precisa mandar todo mundo para seu canto no multiverso ao mesmo tempo que aprende que grandes poderes trazem grandes responsabilidades.

5. Ataque dos Cães

Quem diria que teríamos um faroeste sendo indicado como um dos melhores filmes do ano em pleno 2021? A diferença é que, em Ataque dos Cães, não temos o xerife ou o fora da lei marcando presença. A história toda é centrada em uma questão familiar entre um irmão bondoso e outro ambicioso e cruel. É o velho arquétipo do Caim e Abel sendo muito bem vivido por Benedict Cumberbatch.

E o ponto de disputa desses dois irmãos que vivem em uma grande fazenda no oeste americano é a nova esposa desse caçula. A partir do momento em que a personagem vivida por Kirsten Dunst (Homem-Aranha) entra na vida dessa família, vemos o despertar da cobiça em Cumberbatch e em como ele fará de tudo para azedar o relacionamento. E embora pareça trama de novela, a forma visceral com que tudo se dá é única.

Ataque dos Cães é exclusivo da Netflix.

4. Em um Bairro de Nova York

Quem disse que musicais saíram de moda? Depois do sucesso de Hamilton, Lin-Manuel Miranda chega com sua mais nova aposta dançante também inspirada em uma peça de teatro. É aquela fórmula que não tinha como dar errado, ainda mais quando está todo mundo procurando um filme mais otimista para elevar o astral.

E Em Um Bairro de Nova York é cativante justamente por usar suas canções e seus ritmos para contar a história de um jovem que cresce em um bairro latino da cidade, sua relação com a comunidade e como todos eles correm em busca de seus sonhos — e com o gingado que nos é tão particular.

Em Um Bairro de Nova York está disponível na HBO Max e para compra e locação no Now, Looke, Google Play, Microsoft Store e iTunes.

3. Meu Pai

Um dos destaques do Oscar deste ano, Meu Pai é uma daquelas histórias para dar nó na garganta e fazer você chorar. Com uma interpretação impecável de Anthony Hopkins, o longa conta a história de um homem que sofre do Mal de Alzheimer. E a “beleza” — se é que podemos classificar assim — do longa é que ele apresente isso a partir das percepções do próprio idoso, recriando na tela todas as confusões mentais causadas pela doença.

Assim, a gente acompanha a desconfiança do personagem com as pessoas à sua volta e como isso faz com que a convivência com ele se torne cada vez mais complicada, ao mesmo tempo que vemos a luta da família para contornar esses problemas. Um filme duro, mas bastante sensível.

Meu Pai está disponível no Paramount+ e para compra e locação no Now, Belas Artes à La Carte, Oi Play, Looke, Google Play e iTunes.

2. Judas e o Messias Negro

E em uma época tão pesada quanto a nossa, filmes como Judas e o Messias Negro ainda se provam muito necessários. Baseado em uma história real, o longa traz a forte história de Fred Hampton (Daniel Kaluuya), um ativista negro que criou o partido dos Panteras Negros nos Estados Unidos na década de 1960.

O filme discute a questão do racismo estrutural da cultura estadunidense ao mostrar o quanto a figura de Hampton incomodava o governo, a ponto de o FBI passar a investigá-lo para tentar sabotar seu movimento — o que culmina no assassinato dessa importante liderança.

Judas e o Messias Negro está disponível na HBO Max e para compra e locação no Now, Google Play, Microsoft Store e iTunes.

1. Nomadland

Faz sentido o grande ganhador do Oscar de Melhor Filme de 2021 aparecer também como o melhor longa do ano também por aqui. E embora nem sempre a gente concorde com a Academia, Nomadland faz por merecer a premiação ao trazer um retrato real de uma situação bastante contemporânea: os nômades modernos.

Afinal, o que acontece quando você perde tudo para as loucuras do mercado financeiro? Em um ano em que voltamos a ver o avançar da pobreza no Brasil, um filme que mostra que a situação é igualmente dura e complicada em outros cantos do mundo se faz necessário. É uma história tão atual que chega a ser um soco no estômago de quem vê.

Dirigido por Chloé Zhao, a mesma de Eternos, Nomadland está disponível no Telecine.

Tatianne Alba Freire

criadora de conteúdo focado em cultura pop como séries de TV, cinema e anime. Acompanho o calendário Geek e adoro compartilhar, mas só o que vale a pena de verdade.

Sugestões Nessa Categoria