Os cinco planos do jogar de Michael Nitsche

HTML tutorial

Michael Nitsche é professor na School of Literature, Communication, and Culture do Georgia Institute of Technology e especialista em game studies. Nitsche é autor de uma obra bastante importante (e reflexiva) sobre o mundo dos games, trata-se do livro Video Game Spaces: Image, Play, and Structure in 3D Worlds.

Uma das ideias centrais de Video Game Spaces gira em torno dos 5 planos do jogar (NITSCHE, 2008, p.15-16). A imagem a seguir sintetiza um pouco do que o autor propõe como espaço reflexivo para entender como o game (como mídia) se integra ao ficcional e ao social no contexto contemporâneo.

1.Plano de regras: definido pela parte matemática de um jogo. No plano de regras encontra-se a física do universo do game, os sons artificiais, AI, controles de mecânicas etc. É o arquivo de download ou mídia na qual há o código do game.

2.Plano mediado: definido pelo espaço da imagem. A “tela” onde o jogo acontece. É aqui que acontece um momento de “tradução” no qual os complexos códigos ganham vida em um monitor, smartphone, tablet etc.

3.Plano ficcional: definido pela imaginação dos jogadores. Aqui entra o processo de imersão e experiência com o universo proposto pelo game.

4. Plano do jogar: definido pela interação entre o jogador e o console. Como o player interage com o jogo; por meio de um joystick? Touch numa tela?.

5. Plano social: definido pela interação com outros jogadores. Hoje, inclusive, definido por todo o conteúdo, notícias, podcasts etc. sobre o universo dos games.

No que essa ideia ajuda quem quer trabalhar com games? Quando estamos criando um objetivo de game design, podemos planejar em qual dos planos queremos impactar mais nossa audiência.

#GoGamers

Vince Vader

Games, rock & roll e bacon.

Previous Post

Tony Hawk estará no SXSW 2022 em pessoa (e rodinhas) para apresentar documentário

Next Post

A onda do break | For All Time | Puma

Related Posts