“Black Country New Road”, sucesso de crítica, lança novo álbum

Black Country New Road, louvada pelo The New York Times, NPR e The Guardian.
nbsp

Black Country, New Road. Achou o nome dessa banda inglesa estranho? Meio aleatório? Pois é, foi exatamente isso: o nome foi criado com um gerador aleatório na internet e teve um impacto impressionante tanto nos fãs como nos críticos.

nbsp

Ouvi Black Country New Road pela primeira vez depois de ver essa tabelinha no site Album of The Year.

nbsp

Primeiro lugar entre críticos e entre mortais. Nada mau.

The Place Where He Inserted the Blade

Ano passado, após apenas os dois primeiros singles, eles foram declarados “a melhor banda do mundo” pelo The Quietus, além de resenhas generosas do The New York Times, da NPR e The Guardian. Credenciais boas, para motivar seu play.

Snow Globes

A banda é de Brixton, no Reino Unido, e surgiu em 2019, fundindo sonoridades “do pós-rock com pós-punk”, seja lá o que isso signifique. Pessoalmente escuto uma mistura de música clássica com pitadas de Velvet Underground. Talvez o mais interessante do som dos caras seja uma mistura de músicos com background clássico com autodidatas, combinando técnica precisa com uma essência mais espontanea, crua e muitas vezes imprevisível. Ora é basicona, ora é poética, ora obscura, ora iluminada.

Black Country, New Road são Lewis Evans (saxofonista), May Kershaw (teclas), Charlie Wayne (bateria), Luke Mark (guitarra), Isaac Wood (vocal/guitarra), Tyler Hyde (baixo) e Georgia Ellery (violino).

Wagner Brenner

Fundador e editor do Update or Die.

post anterior
nbsp

Cannes Lions: 7 coisas que nenhum publicitário pode perder por lá

próximo post
nbsp

A evolução dos Emojis 🙃



relacionados