Instagram: como instabilidade pode prejudicar rede social e causar ‘debandada’ de usuários?

nbsp

A segunda-feira começou com uma notícia preocupante para muitas pessoas: o Instagram desativou inúmeras contas de perfis pessoais e profissionais ao redor do mundo. Quem trabalha com as redes sociais já ficou desesperado buscando soluções. Mas, tem algo que ninguém pensa no momento do “alvoroço”: as possibilidades.

Inclusive, esta é a segunda semana consecutiva em que o Instagram, rede social da empresa Meta, apresenta instabilidades no acesso e suspensão sem motivos na conta de usuários. Entre as queixas mais apresentadas no site estão: contas suspensas sem motivo, perda de seguidores e problemas no acesso.

Constantes instabilidades no instagram abrem portas para outras redes sociais, pois os usuários estão cansados de se dedicarem ao app e não verem resultado. Já pensou fazer de tudo para a rede social crescer e não ter nenhum resultado visível e até perder a conta “do nada”? Pois é. Super frustrante!

Não é de hoje que inúmeras reclamações fazem parte do cotidiano dos usuários do instagram como: Notificação de novos seguidores sem contabilizar no número principal do perfil, entrega mínima dos conteúdos publicados, mensagem automática no envio de solicitação de selo de verificação e a imensa dificuldade para conseguir ter uma conta verificada.

Tudo isso faz com que outras redes tendam a crescer e que os usuários migrem de uma para outra. Claro que não de forma instantânea, mas sim de forma gradual. Para que não aconteça uma “debandada” para o tiktok, por exemplo, é necessário que o Meta reveja vários pontos do Instagram.

A empresa chegou a se pronunciar em uma outra rede social dizendo:

“Sabemos que algumas pessoas, em diferentes partes do mundo, estão tendo dificuldades para acessar suas contas no Instagram. Estamos investigando e pedimos desculpas pelo inconveniente”, informou um porta-voz da Meta (empresa controladora do Instagram, Facebook e do WhatsApp) em comunicado.

A companhia também postou este mesmo aviso, em inglês, na conta oficial da plataforma de imagens e vídeos. Mas, o mais importante é: o que vai mudar a partir de agora? Os problemas continuarão presentes na rede social mais usada do mundo? É preciso mudar. Ou, pouco a pouco, o Instagram pode acabar.

Jennifer de Paula

Carioca, morando atualmente em Portugal e especialista em MKTD. Quero dividir algumas dicas de como descomplicar e desmistificar o Marketing Digital para ajudar na construção de imagens de um jeito certo, eficaz e duradouro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

post anterior
nbsp

Subtract The Noise: campanha do Washington Post explora as maiores questões de saúde

próximo post
nbsp

As controvérsias de um UX criado para viciar

relacionados