Você sabe o que é um modelo digital de voz? Conheça a “Holly+”, uma IA que canta exatamente como a original, Holly Herndon

A voz que ouvimos nesta música é de Holly+, que soa tal qual a original Holly Herndon. E que agora pode ser utilizada por qualquer pessoa nos seus projetos.
nbsp

Como sabemos, o ator James Earl Jones, que sempre fez a voz do Darth Vader nos filmes de Star Wars, “vendeu” sua voz para o personagem (leia mais sobre isso aqui), que poderá seguir falando mesmo depois que o James Earl Jones morrer. isso é possível graças a um sistema de inteligência artificial que é alimentado por horas e horas de falatório do ator, até que a máquina aprenda a falar igualzinho a ele. É o tal “machine learning”. Aí basta escrever o texto… e a máquina fala.

Holly Herndon

Modelos de voz começaram falando, depois ganharam interpretação e naturalidade e agora estão até cantando

Agora, além de falar, a máquina também pode cantar com a mesma voz e estilo de um artista. E foi exatamente isso que a cantora Holly Herndon fez: criou sua versão digital, capaz de cantar qualquer música, como ela cantaria.

No video, a “Holly+” faz um cover de “Jolene”, clássico da cantora country Dolly Parton.

A voz que ouvimos nesta música é de Holly+, que soa tal qual a original Holly Herndon. E que agora pode ser utilizada por qualquer pessoa nos seus projetos.

O resultado é muito próximo de uma voz humana, exceto algumas palavras onde a dicção parece falhar por breves instantes. No restante, Holly+ fala e canta como uma pessoa real. Por exemplo, a respiração, que nos deixa ouvir as inalações que antecedem o início de novos versos, são características trazidas do estilo de cantar de Holly Herndon.

Ou seja, estamos prontos para ouvir o Elvis cantando a última do Ed Sheeran. Ou a Amy Winehouse em uma composição inédita.

Wagner Brenner

Fundador e editor do Update or Die.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

post anterior
nbsp

Cruzeiro do Sul virtual transforma dicas para o ENEM em graffitis nos muros de SP

próximo post
nbsp

Futebol e Geração Z: qual o match?

relacionados